Como e quando você deve se curvar no Japão?

No Japão, inclinar o corpo é a forma de cumprimento mais comum e tradicional. O ato de curvar-se em reverência, chamado de ojigi (arco), é uma prática profundamente enraizada na cultura japonesa. Por isso, é importante saber como e em quais ocasiões você deve se curvar no Japão. Confira a seguir:

Noções básicas de como se curvar no Japão

Dependendo de como o ato de inclinar o corpo é executado é possível apontar o grau de importância de quem está se cumprimentando, além de indicar a situação.

curvar
(Crédito: Divulgação)

De modo geral, a maneira correta de se fazer o ojigi no Japão é curvar-se na cintura, mantendo as costas e o pescoço retos, os pés juntos, os olhos voltados para baixo e os braços alinhados ao corpo. As mulheres costumam se curvar com as pontas dos dedos das mãos juntas. Evite o erro comum de se curvar e apertar as mãos ao mesmo tempo, como o presidente Barack Obama fez ao encontrar o imperador do Japão em 2009.

Obama
(Crédito: Divulgação)

Quanto mais longo e profundo o ojigi, mais respeito e submissão são demonstrados. Em um cumprimento informal, deve-se curvar a parte superior do corpo em um ângulo de 15 graus. Em uma situação um pouco mais formal, o arqueamento deve ser de 30 graus. Já, em ocasiões ainda mais formais, a curvatura pode ser de 45 graus.

Ojigi
(Crédito: Divulgação)

Quando se curvar no Japão

O ato de arquear o corpo possui uma grande variedade de funções no Japão. Pode expressar sentimentos como respeito, gratidão, desculpas, saudações e muito mais. Conheça algumas das situações em que você deve se curvar no Japão:

1 – Cumprimentos

cumprimento
(Crédito: Divulgação)

Para uma saudação casual, é comum curvar levemente a cabeça e os ombros em um ângulo de 10 a 15 graus. Em circunstâncias extremamente formais, um arco completo de 45 graus pode ser executado.

2 – Apresentações

cumprimento
(Crédito: Divulgação)

Em apresentações formais e informais, deve-se curvar a parte superior do corpo em um ângulo de 30 graus. Se a pessoa é extremamente importante, é recomendável que o arqueamento seja de 45 graus. Em negócios, após a troca do “meishi” (cartão de visita) os envolvidos devem se curvar e manter-se nessa postura por um momento antes de voltar à posição vertical.

3 – Esportes

sumo
(Crédito: Japan Talk)

A prática do ojigi também é executada entre os oponentes antes de partidas esportivas e artes marciais. Em alguns esportes, também é necessário curvar-se ao treinador ou à quem esteja executando a partida. Nessas ocasiões, deve-se curvar levemente em um ângulo de 20 graus.

4 – Religião

santuário
(Crédito: Japan Talk)

Também é comum se curvar aos deuses em um santuário xintoísta. Neste caso, geralmente, as pessoas fazem uma leve curvatura com a parte superior do corpo. Já, cerimônias xintoístas podem pedir por um arco completo em uma posição ajoelhada.

5 – Clientes

clientes
(Crédito: Divulgação)

No Japão, os clientes têm uma importância muito grande. Dessa forma, é comum funcionários se curvarem perante os clientes. Neste caso, a inclinação da parte superior do corpo é de 20 a 30 graus.

6 – Agradecimento

curvar
(Crédito: talk-is-design)

Desde grandes favores à pequenas cortesias, o agradecimento é feito com o ojigi. Em geral, as pessoas devem curvar a parte superior do corpo em um ângulo de 30 graus. Já, para demonstrar uma gratidão profunda, o arqueamento pode ser de 45 graus.

Leia também:

7 – Performances

apresentação
(Crédito: Japan Talk)

Como no Ocidente, é comum que os artistas se inclinem em resposta aos aplausos. No caso das gueixas ou em apresentações tradicionais, os artistas costumam se curvar de joelho. Mas, em geral, uma leve arqueada é executada.

8 – Pedido de desculpas

No caso de pedido de desculpas, existem vários “graus” de ojigi que variam conforme a intenção da pessoa e a dimensão do erro. Em um pedido de desculpas de “intensidade leve”, as pessoas devem curvar levemente a cabeça em um ângulo de 10 graus. Isso pode ser usado se, acidentalmente, você esbarrar em alguém ou causar uma pequena inconveniência à outra pessoa, como por exemplo, se alguém segurar a porta do elevador para você. Nessas ocasiões, complemente expressando “sumimasen” (desculpe-me).

Em um caso de grau moderado, se um funcionário fez algo de errado, por exemplo, ele deve se curvar em um ângulo de 45 graus e manter-se assim por 5 segundos, além de dizer “sumimasen deshita” (desculpe-me pelo que eu fiz) ao seu superior.

 

desculpas
CEO da McDonald’s Holdings Co. (Japão), Sarah Casanova, pede desculpas por uma série de incidentes de segurança alimentar em Tokyo no dia 5 de fevereiro de 2015. (Crédito: Divulgação)

Já, em situações que exige um pedido de desculpas mais veemente, é possível arquear o corpo em um ângulo de 45 graus permanecendo-se nesta posição por aproximadamente 20 segundos. Por exemplo, o dono de uma empresa que divulgou um produto defeituoso pode pedir desculpas publicamente em um coletiva de imprensa. Neste momento, ele deve se curvar e dizer “moushiwake gozaimasen deshita” (sinto muito pelo que fiz).

Para um grau ainda mais sério, é possível curvar-se em uma posição ajoelhada e dizer “makoto ni moushiwake gozaimasen deshita” (sinceramente peço desculpas pelo que fiz). Em ocasiões de certa afobação, por exemplo, se um garçom espirrar café quente em um cliente, ele deve se curvar em um ângulo de 45 graus repetidamente dizendo “moushiwake gozaimasen” (sinto muito) a cada arqueada.

 

Essa prática é tão natural que os japoneses se curvam até mesmo quando falam ao telefone. Então, se você estiver viajando para o Japão, saber se curvar corretamente será uma habilidade bastante útil.

Fonte: Japan Talk, tripsavvy

curvar japao

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link