Conheça 4 ícones da moda japonesa nada convencionais!

Originais, inovadores, revolucionários, ousados e irreverentes. Todos eles possuem algo em comum: não ligam para padrões. Conheça seis ícones fashion únicos e inspiradores que estão fazendo barulho no cenário da moda no Japão!

1 – Coco Princess: a criança mais estilosa do Japão

 

Com apenas seis anos de idade, Coco vem se tornando uma das celebridades fashion japonesas mais proeminentes do Instagram. A garota, que agora tem mais de 200 mil seguidores, exibe seu street wear (estilo inspirado nas ruas) em sua conta @coco_pinkprincess. Considerada a princesa nipônica do street style, Coco mostra looks cheios de personalidade onde veste as tendências da estação coordenadas com peças coloridas e excêntricas.

O que capturou o coração da maioria dos fãs de Coco é o seu estilo “fora dos padrões” de uma criança da sua idade. Ela alterna entre o normcore (despreocupação com estilos e tendências/busca pelo conforto), punk, kawaii, moda high-end e looks mais clássicos.

Uma vez que os principais meios de comunicação internacionais, como a revista Vogue, mostraram interesse pela pequena Coco no final do ano passado, sua popularidade disparou.

Embora ela tenha feito muitos amigos prestigiados no universo da moda durante sua ascensão meteórica à fama virtual, muitas das suas influências vem de seus pais que possuem uma loja vintage chamada Funktique em Tokyo.

2 – Emiko Mori: a avó mais legal do Japão

 

A japonesa Emiko Mori, uma avó de 94 anos, é a mais nova estrela da moda no Instagram. Sua neta Chinami Mori, começou a usar a sua conta @1000wave para compartilhar seus trabalhos estilísticos com a técnica japonesa do Saori e decidiu usar a sua própria avó como modelo.

A conta começou a ganhar popularidade à medida em que Emiko Mori passou a aparecer mais nas publicações da neta. A avó aparece sempre sorrindo e com uma pose diferente em cada uma das fotos, que são tiradas em vários lugares. Ela vem conquistando fãs em todo o mundo pela sua alegria contagiante! Graças, principalmente, a divertida e espontânea avó, a conta já tem quase 40 mil seguidores.

3 – Peey: moda sem gênero

 

Em um universo focado na moda da não-conformidade de gênero está Peey, um dos criadores do movimento japonês “genderless kei” (“estilo sem gênero”). Esta tendência incorpora técnicas de beleza masculina e feminina e estilos de moda para alcançar um olhar andrógino. E, embora seus estilos variem muito, todos seguem a mesma estética: meninos esbeltos e de olhos brilhantes com roupas extravagantes e chamativas e maquiagem.

O genderless kei deve ser entendido como uma escolha de moda separada da sexualidade. Na verdade, eles não estão tentando passar-se como mulheres, mas sim, rejeitando as regras tradicionais de gênero para criar um novo padrão de beleza. Como a tendência é bastante nova, muitos agruparam-na como uma subcultura do gênero kawaii de Harajuku. Peey vem reunindo fãs em todo o mundo e sua conta agora tem mais de 63 mil seguidores.

Leia também:

 4 –  Naomi Watanabe: quebrando barreiras

 

Conhecida como a “Beyoncé do Japão“, Naomi Watanabe é uma comediante, personalidade da TV, modelo e designer de moda. Atualmente, ela é um dos ícones mais amados do Japão e uma das japonesas mais seguidas no Instagram (mais de 7 milhões de seguidores).

Dada a sua personalidade magnética e a sua aparência exótica, ela acumulou um enorme número fãs e é procurada por fotógrafos editoriais não só em seu país de origem, mas em todo o mundo.

O que faz de Watanabe um ícone não convencional é o que também faz dela uma figura tão importante. A estrela fashion desafia a longa ideologia japonesa de que ser bonita significa ser magra. A modelo também tornou-se uma porta-voz das mulheres Plus Size com sua própria grife PUNYUS.

 

Vocês já conheciam esses 4 ícones fashion japoneses nada convencionais?

Fonte: Savvy Tokyo, Vogue, Konbini

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link