7 coisas no Japão que não é falta de educação fazer

O Japão é cheio de regras de etiqueta, isso é de conhecimento geral, porém, culturamente, existem algumas coisas que não é interpretado como rude ao fazê-las. Confira!

1.Gritar no restaurante

fazendo pedido no restaurante
Créditos: Odyssey Online

Claro, isso não quer dizer, que sair gritando qualquer coisa pode ser considerado legal. Mas, ao chamar o garçom, pode-se dizer em voz alta: sumimasen. Ao fazer isso em restaurantes, um funcionário, logo atenderá seu pedido.

2.Empurrar no trem

funcionário do metrô
Créditos: Daily Mail

Os metrôs nas cidades grandes podem ser bem lotados. Inclusive, existe um funcionário para empurrar as pessoas no vagão do trem, com o objetivo de ajudar todos a entrar, nos horários de pico.

3.Não dar gorjeta

gorjetas no Japão
Créditos: reprodução

No Brasil é muito comum dar gorjetas e pode ser considerado rude não fazê-lo. No Japão é ao contrário. Tentar agradar alguém com ofertas de dinheiro, é considerado falta de educação, e insistir, mais.

Leia também:

4.Não segurar portas

Segurar portas Japão
Créditos: reprodução

Desde crianças, somos ensinados a ter atos de educação, como segurar portas, seja para conhecidos ou desconhecidos. No Japão, essa regra de educação não faz parte da cultura.

5.Não ser totalmente sincero

honne tatemae
Créditos: reprodução

Existe uma regra para evitar conflitos, chamada Honne Tatemae, onde a opnião verdadeira, se for causar algum constrangimento ou brigas, é escondido e evitado.

Algumas pessoas, podem pensar que é falsidade não dizer, verdadeiramente, o que se passa pela cabeça. Porém, no Japão a cultura é outra.

6.Comer sushi com as mãos

comer sushi com as mãos
Créditos: reprodução

É perfeitamente aceito comer o sushi com as mãos no Japão. Os restaurantes fornecem uma pequena toalha para limpeza das mãos.

7.Fazer barulho ao comer ramen

fazer barulho ao comer
Créditos: reprodução

O ato de sugar o ramen, fazendo barulho é totalmente aceito. É uma das formas de poder comer a massa quente, quanto maior for o barulho, melhor a técnica é aplicada.

O que vocês acharam?

Fonte: Japan Talk

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link