3 filmes do Studio Ghibli que provavelmente você não conhecia

Quem gosta de animes e dos filmes do Studio Ghibli pode estar acostumado com alguns títulos famosos: Meu Amigo Totoro, Túmulo dos Vagalumes, Viagem de Chihiro, Ponyo, Princesa Monoke e o Conto da Princesa Kaguya, são alguns deles.

A lista de animes produzidos pelo estúdio criado pelo Hayao Miyazaki é bem extenso, fora os filmes criados apenas para televisão ou em parceria com outros estúdios. Alguns deles valem a pena assistir e sair do óbvio e dos filmes consagrados.

Em 2017, Miyazaki anunciou uma pausa em sua aposentadoria, atualmente, encontra-se trabalhando em seu último filme em parceria com o estúdio. Até agora, a história é mantida em segredo.

Enquanto o lançamento não sai, confira uma lista de filmes pouco conhecidos para assistir.

Umi ga Kikoeru – As ondas do oceano

Esse filme é de 1993 e foi produzido para televisão. Dizem as lendas que ele foi resultado do projeto para treinar os profissionais recém chegados ao estúdio naquela época. Foi dirigido por Tomomi Mochizuki, aluno prodígio de Miyazaki.

O filme mostra um triângulo amoroso entre dois amigos de infância, Taku e Yutaka e Rikaku, uma aluna nova de Tóquio. A garota se muda para a cidade de Kochi e conquista o coração dos jovens amigos. Não fez muito sucesso no Japão e não recebeu dublagem em português.

Kaze no Tani no Nausicaa – Nausicaa do Vale do Vento

Esse filme é menos conhecido do público, não é considerado um anime nota dez, mas quem assiste é só elogios.

Em um mundo pós apocalíptico, o planeta foi destruído pelas guerras e devastado pelo abandono e poluição. Um pequeno grupo de sobreviventes luta, entre eles, a princesa Nausicaa, moradora do Vale do Vento.

O local é infestado por insetos gigantes e uma grande selva toma conta do lugar, ela tenta estabelecer a paz entre humanos e os insetos, além de tentar evitar um grande conflito entre dois grupos rivais.

Gedo Senki – Contos de Terramar

Geralmente, os filmes do Studio Ghibli possui um conteúdo surpreendentemente belo e encantador, são roteiros inocentes envolvendo a natureza e seres mágicos.

O anime Contos de Terramar é diferente do habitual, o filme apresenta conflito entre o bem e o mau em uma jornada de aventura de um jovem príncipe, um mago e uma donzela.

Quem já assistiu o Túmulo dos Vagalumes (e inevitavelmente se emocionou), percebe que apesar de se tratar de um drama em um ambiente pesado, o foco do filme está fora do entorno dos protagonistas.


Leia também:


Dirigido por Goro Miyazaki, filho de Hayao Miyazaki, o anime não foi bem recebido pelo público. Hayao, por muitos anos teve vontade em dirigir Contos de Terramar, porém nunca conseguiu autorização para fazê-lo quando ainda não era um diretor conhecido.

Depois de ganhar o Oscar com A Viagem de Chihiro, finalmente, recebeu autorização, porém já estava envolvido com outro projeto.

Nausicaa

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link