É realmente difícil comprar uma arma no Japão?

Enquanto os EUA lida com as conseqüências de um terrível massacre em Las Vegas, as discussões sobre as rigorosas leis de controle de armas apontam para o exemplo do Japão.

Saiba por que é difícil comprar uma arma no Japão.

Comprar uma arma no Japão

O Japão é conhecido como um dos países mais seguros do mundo quando se trata de violência relacionada às armas. Assim como, o país é um exemplo bem-sucedido com suas leis de controle de armas.

De acordo com a reportagem da BBC e os dados da OCDE, em 2014, os EUA tiveram 33.599 mortes por arma de fogo enquanto no Japão ocorreram apenas seis.

Veja este vídeo produzido pela CNN:

Isso levou o Japão a classificação de segundo lugar, atrás apenas da Islândia, em números de mortes por arma, com os EUA superando 34 países na lista.

Obviamente, apenas as estatísticas não são as únicas informações a serem consideradas nesse contexto. Discussões mais aprofundadas sobre as leis de controle de armas não refletem apenas os aspectos legais para possuir uma arma. Mas, também, o aspecto cultural do país.

Culturas diferentes

É óbvio dizer que os Estados Unidos e o Japão possuem formações culturais e históricas claramente diferentes. Isso inclui a relação com as armas de fogo.

Para conseguir uma arma de fogo no Japão, este trecho de um artigo do The Atlantic descreve bem como é este processo estritamente regulamentado:

“Para obter uma arma no Japão, primeiro, você deve participar de uma aula de um dia inteiro e passar em uma prova escrita, que é realizada apenas uma vez por mês. Você deve também fazer e passar por aulas de tiro. Depois, você será encaminhado a um hospital para um teste mental e teste de drogas, que será apresentado à polícia.

Por fim, você passará por uma rigorosa verificação de antecedentes criminais ou de associação com grupos criminosos ou extremistas. Então, você será o novo e orgulhoso proprietário de sua espingarda ou rifle de ar. Depois, é só não se esquecer de fornecer à polícia a documentação sobre a localização específica da arma em sua casa. Assim como a munição. Ambas as quais devem ser trancadas e armazenadas separadamente. E lembre-se de ir à polícia inspecionar sua arma uma vez por ano e voltar a fazer aulas e exames a cada três anos”.

Sempre houve uma diferença cultural em como os EUA e o Japão veem o acesso às armas de fogo. A Segunda Emenda dos Estados Unidos proclama o direito do cidadão portar armas. Enquanto, o governo japonês coleta o armamento de cidadãos, na Lei de Controle de Armas e Espadas de 1958. Esta lei proíbe estritamente a posse de armas de fogo ou espadas.

Uso de armas no Japão

A caça no Japão é mais uma necessidade em adquirir certas carnes para restaurantes e açougueiros do que um hobby.

Isso não quer dizer que os entusiastas das armas e os que tenham esse hobby não existam.

Por isso, os jogos de sobrevivência (batalhas simuladas com airsoft, entre amigos, em campos abertos) ocupam seu nicho. E, para isso, a maioria das lojas deste hobby possuem uma variedade de armas airsoft.

No entanto, parece não existir uma vontade crescente para as armas reais. Ao contrário, as leis apontam para a necessidade de controlar a violência dentro do país. Além de ser muito difícil passar pela influência desta rigorosa legislação do Japão.


Leia também:


Você já tinha conhecimento sobre as leis de controle de armas no Japão? Deixe seu comentário!

Fontes: BBC/ OCDE/ The AtlanticGrapee

Imagem em destaque: Grapee

arma no japão

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link