As 5 piores áreas para morar nos arredores de Tokyo

Embora Tokyo seja classificada como a melhor cidade do mundo para morar, existem algumas áreas que não são tão boas para fixar moradias. Mesmo que alguns lugares possam parecer atraentes para os turistas, de acordo com os residentes, alguns locais podem ser muito ruins para viver.

A revista Nikkan Spa compilou uma lista com as áreas mais “infernais” para viver em Tokyo e em algumas localidades próximas à capital. Esta pesquisa contou com a ajuda de um agente imobiliário japonês que identificou as três principais características que determinam tal situação:

1. Os poucos estabelecimentos comerciais existentes na área não suprem toda a necessidade básica cotidiana. Além disso, a região é escura e sem vida noturna.
2. É muito provável que o valor imobiliário caia.
3. No caso de um desastre, é uma área muito arriscada.

De acordo com o corretor imobiliário, muitas pessoas são atraídas para certas localizações por propagandas que divulgam serem excelentes lugares para viver. Mas, ao passarem a viver nesses lugares, descobrem que a área não é tão boa assim.

Confira as cinco localidades que foram descritas como as piores áreas para morar nos arredores de Tokyo.

5 – Makuhari (província de Chiba)

Makuhari
(Crédito: Flickr/Daisuke K)

A Área da Grande Tokyo incorpora as províncias vizinhas de Kanagawa e Chiba, onde muitos moradores viajam diariamente para a capital. Makuhari, que é o lar do complexo de convenções Makuhari Messe, é uma cidade litorânea com parques e praias, fazendo com que pareça ser um lugar ideal para viver. No entanto, de acordo com um morador da região, existem apenas duas lojas de conveniência na sua zona residencial e ambos fecham às 23 horas. Nos fins de semana, é muito difícil de estacionar, aumentando o inconveniente.

4 – Shirokane-takanawa (bairro Minato, Tokyo)

Shirokane-takanawa
(Crédito: flickr/Masashi Yanagiya)

Shirokane-takanawa é um endereço estabelecido no prestigiado bairro Minato. Sua localização ainda conta com convenientes linhas de transporte público e proximidade com o centro da capital. Então, poderia se pensar que este é um ótimo lugar para morar. No entanto, nem todos pensam assim. A área tem uma grande população composta por idosos, o que significa que os estabelecimentos costumam fechar cedo e a região torna-se silenciosa no início da noite. Além disso, a maioria dos restaurantes são muito elegantes e caros.


Leia também:


3 – Kasukabe (província de Saitama)

Kasukabe
(Crédito: flickr/Urawa Zero)

Esta cidade é mais conhecida como cenário da vida real para a série de manga e anime “Crayon Shin-chan“, cujo criador, Yoshito Usui, também morava na área. Para alguns, isso pode parecer um oásis suburbano tranquilo, com muitos idosos vistos frequentemente em torno da estação. Mas, de acordo com o consultor imobiliário Osamu Nagashima, a população diminuiu drasticamente na última década, já que a parcela mais jovem da cidade mudou-se para áreas maiores. Além disso, Nagashima prevê que os preços das propriedades diminuirão futuramente devido ao fechamento da loja de departamento local.

2 – Kamakura (província de Kanagawa)

Kamakura
(Crédito: flickr/bryan)

Kamakura é mais conhecida como o lar do Grande Buda de Kamakura (Kamakura Daibutsu), a segunda estátua de Buda em bronze mais alta do Japão. Por isso, esta cidade atrai milhares de turistas todos os anos. Embora a paisagem cênica seja frequentemente exibida nos filmes, de acordo com os moradores, é realmente um pesadelo morar no local durante os finais de semana, já que o grande número de turistas cria enormes engarrafamentos. Um homem que vive na área há nove anos disse que leva duas horas para dirigir uma distância que só demora 15 minutos sem trânsito. Dessa forma, ele e seus vizinhos costumam sair da cidade nos fins de semana para escapar da loucura.

1 – Yanaka (bairro Taito, Tokyo)

Yanaka
(Crédito: flickr/Yuko Hara)

Yanaka é um dos bairros mais tradicionais e preservados de Tokyo. A sua atmosfera encantadora de “cidade antiga” torna o local um destino popular para os visitantes nos fins de semana. Mas, um residente local disse que esta é a pior área em termos de meios de subsistência. A maioria das lojas fecha às 20 horas e não existem muitas opções para jantar fora. Os fins de semana, é estressante e difícil de se locomover com todas as multidões na área. Além disso, os preços das casas também estão caindo. E, com um grande número de túmulos nas imediações, muitas ruas são mal iluminadas.

Provavelmente, muitos ficaram tranquilos em descobrir que os pequenos inconvenientes destes lugares nada tem a ver com índices de criminalidade ou pobreza, não é mesmo?

Fonte: Sora News 24
Imagem destacada: Pakutaso

tokyo

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link