Relatório do governo japonês revela a data de abdicação do Imperador Akihito

A data de abdicação do Imperador irá encerrar a atual era Heisei do Japão.

Saiba mais!

Leia também:

Imperador Akihito rompe uma tradição

Em julho do ano passado, começaram a surgir os relatórios em que o Imperador Akihito do Japão estaria rompendo com séculos de tradição.

Nos relatórios, o Imperador estava solicitando abdicar do trono, em uma atitude que o tornaria o primeiro imperador a renunciar ao seu título em 200 anos.

Um mês depois, os relatórios foram aparentemente confirmados em uma mensagem de vídeo do imperador de 83 anos.

Na mensagem, o Imperador expressou preocupações sobre o cumprimento de seus deveres na velhice.

Falou também, sobre o pesado fardo que pode ser colocado na sociedade e na Família Imperial quando um imperador permanece no trono até o fim da sua vida.

▼ Veja abaixo a mensagem de vídeo do Imperador Akihito para a nação.

字幕 象徴としてのお務めについての天皇陛下のおことば

O profundo respeito com o qual o título do Imperador é levado. Além, do fato de que o sistema codificado na Constituição japonesa não permitia a abdicação, significava que a Agência da Casa Imperial se absteve de fazer um anúncio oficial sobre os desejos do Imperador. Embora fosse iminente.

Lei Especial

Em abril deste ano, o governo japonês aprovou uma lei especial que permite ao imperador reinante abdicar do trono. Esta lei nomeia especificamente como sucessor o Príncipe Herdeiro, Hironomiya Naruhito. Isso tornou esta disposição única, especifica para o atual imperador.

▼ O príncipe herdeiro Naruhito é retratado abaixo com sua esposa Masako e sua filha Aiko.

https://twitter.com/hkuspcoltgo1/status/804318945205288960

Com o sistema correto agora em vigor, que permite a abdicação, comentaristas e analistas passaram os últimos meses a especular sobre a data exata em que o imperador Akihito abdicaria.

Este interesse pela data decorre do fato de que o evento teria um impacto imediato na sociedade. Não só por sua importância histórica e cultural. Mas também, também porque, como resultado, a era japonesa mudaria.

No Japão, os anos são numerados de acordo com as eras, que são nomeadas pelo imperador reinante.

De acordo com este sistema, 2017 é conhecido como Heisei 29, dado que este é o 29º ano do reinado do imperador Akihito. A abdicação efetivamente traria o fim da era Heisei e anunciaria em uma era nova.

A nova era, ainda não foi nomeada oficialmente. Será definida por seu sucessor, o Príncipe Naruhito.

Data de abdicação

Esta semana, os funcionários do governo japonês divulgaram a data de abdicação para o jornal Asahi Shimbun. O Imperador declara estar se despedindo em 31 de março de 2019.

▼ O Asahi Shimbun relatou as notícias da abdicação esta semana.

De acordo com o relatório, o filho mais velho do Imperador, o Príncipe Herdeiro de 57 anos, Naruhito, ascenderá ao trono no dia seguinte à abdicação, em 1 de abril de 2019. A data também é o início do ano fiscal no Japão.

Acredita-se que o primeiro-ministro, Shinzo Abe, anuncie oficialmente a data da abdicação. Isso, após reunir-se com os altos funcionários do governo e membros da Agência da Casa Imperial no próximo mês.

O governo anunciará o nome da nova era no ano que vem. E com base nas disposições da Lei Especial, a era será aplicada no mesmo dia em que o Príncipe Herdeiro Naruhito assumir o trono.

Imperador Akihito irá deixar saudades, não é mesmo?

Fontes: Asahi Shimbun via My Game News Flash/SoraNews24
Imagem destacada: Wikimedia Commons/William Ng

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link