Robin Hood japonês teve história trágica, conheça

O Japão nem sempre foi um país pacífico para viver, houve época em que a situação era difícil para alguns. Entre eles, surgiu o Robin Hood japonês.

Muito se romantiza ao falar sobre o Japão feudal, afinal, filmes, animes e séries ajudaram a criar este imaginário. Porém a realidade de quem viveu no período foi cheio de incertezas, violência, exploração e miséria.

Claro, isso não foi uma exclusividade do Japão, o mundo inteiro passou por períodos assombrosos e mais opressivos.

Aliás são em cenários como esses que surgem figuras heroicas e controversas. No Brasil Lampião e seu bando dividem opiniões. Na Europa existiu um Robin Hood e no Japão o justiceiro de seu tempo foi Ishikawa Goemon.

A controversa de tais personagens históricos está entre a contada oficialmente, a real e os mitos. Conheça a história de Goemon.

Robin Hood japonês

A figura de Ishikawa Goemon pode ser considerada mais por suas lendas, do que por sua história. Não há muitos documentos sobre ele na história japonesa. Talvez, propositalmente.

Leia também:

Bandido comum ou ninja?

Ele é citado na biografia de Toyotomi Hideyoshi como um bandido comum. Dizem que ele combatia atos de autoritarismo e tentou assassinar Oda Nobunaga, primeiro herói da unificação japonesa.

Outras versões contam que o Robin hood japonês foi um ninja nascido por volta de 1558 em uma família de samurais leais ao clã Miyoshi. Seu verdadeiro nome era Sanada Kuranoshin.

Vingança

De acordo com os relatos, aos 15 anos de idade viu seus pais serem assassinados pelo shogunato de Ashikaga e a partir de então jurou vingança.

Goemon treinou as artes shinobis com ninjas de Iga e acredita-se que seu mentor tenha sido Momochi Sandayu.

Robin Hood

Na região de Kansai formou um grupo de bandidos para roubarem senhores feudais, clérigos e comerciantes. Foi considerado herói por dividir a pilhagem com os aldeões pobres.

Final trágico

Robin Hood japonês

Conta a história que Ishikawa Goemon foi capturado ao tentar assassinar Hideyoshi no castelo de Fushimi. Após sua captura foi sentenciado a morte com um método brutal: ser fervido vivo em óleo quente.

É provável que sua execução tenha acontecido em 24 de agosto de 1594 em frente ao templo budista Nanzenji em Kyoto. Outras versões dizem que foi em 10 de agosto.

Além dele, seu filho mais novo também foi condenado a pena capital. Em um último ato heróico, Goemon levantou a criança enquanto seu corpo ainda estava imerso no óleo.

Com o ato de bravura a vida de seu filho foi poupada. A lenda do Robin Hood japonês ganhou vida em animes, filmes e peças de teatro. Em especial, a peça Sanmon Gosan no Kiri, apresentada com teatro de bonecos.

Robin Hood japonês

Há uma lápide no templo Daiunin em Kyoto dedicada ao herói. Não há dúvidas sobre a existência de Ishikawa Goemon, os questionamentos ficam por conta de sua trajetória.

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link