Ama: conheça as sereias do Japão

Alguns anos atrás, Melania Trump, primeira dama dos Estados Unidos foi fotografada junto com a mulher do primeiro ministro do Japão, Akie Abe, na joalheria Mikimoto especializada em pérolas localizada no bairro Ginza em Tóquio.

Melania Trump e Akio Abe
Créditos: POOL/AFP

Mikimoto Kokichi foi um joalheiro muito famoso por ter sido bem sucedido no cultivo de pérolas no Japão.

pérolas de Mikimoto

Atualmente, seu nome é sinônimo de qualidade e relacionado a pérola confere status luxuoso. Kokichi nasceu na cidade de Toba em Mie, conhecida como ilha das pérolas.

Ama – sereias do Japão

Ama - mulheres do mar Japão
Créditos: Yoshiyuki Iwase

Durante anos as mulheres japonesas de Toba mergulhavam em busca de pérolas usando apenas uma tanga, tenugui, máscara, faca na cintura e um recipiente de madeira. Conhecidas como mulheres do mar, eram verdadeiras sereias.

ama Japão
Créditos: Yoshiyuki Iwase

As mulheres moradoras de regiões costeiras do Japão eram escolhidas por ter mais resistência nas águas frias do oceano Pacífico, além de terem habilidades em prender a respiração por quase um minuto.

Ama-mulheres do mar
Créditos: Yoshiyuki Iwase

Por cerca de três horas, elas mergulhavam incontáveis vezes em busca de ostras. Costumavam usar apenas uma tanga, pois as roupas de algodão da época pesavam e as deixavam com mais frio.

Ama - sereias do Japão
Créditos: Yoshiyuki Iwase

A profissão era passada de mães para filhas e na hora da caça um familiar do sexo masculino as acompanhava. Vídeos da época são impressionantes, mostram as mulheres mergulhando apenas com o auxílio de uma corda.


Leia também:


Depois que coletavam as ostras, elas sinalizavam para que fossem puxadas de volta a superfície. Quando jovens conseguiam ir a uma profundidade de cinco a seis metros. Após um período de 30 anos eram consideradas experientes e algumas conseguiam chegar mais fundo, até dez metros.

Ama nos dias de hoje

Aos poucos e com a passagem dos tempos, a tradição foi perdendo força, mas ainda existem Amas em Toba. Algumas delas ainda trabalham coletando pérolas e ostras para cultivo para as joalherias de Mikimoto e fazem apresentações para turistas na ilha.

ama-mulheres do mar
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link