Mulher mais velha do mundo morre aos 117 anos no Japão

Nabi Tajima nasceu em uma pequena ilha chamada Kikai em 04 de agosto de 1900. Ela era a mulher mais velha do mundo, a última a ter nascido no século 19. Morreu no dia 21 de abril de 2018, em hospital de Kikai da prefeitura de Kagoshima.

Mulher mais velha do mundo

Nabi Tajima ganhou o posto de mulher mais velha do mundo não faz muito tempo. Há cerca de sete meses, Tajima ganhou o certificado oficial do grupo de pesquisa que é responsável por registrar as pessoas mais velhas depois da morte da jamaicana Violet Brown.

A mulher já morava em uma instituição nos últimos anos e estava hospitalizada há cerca de um mês. Segundo os familiares, teve uma passagem tranquila, pois morreu dormindo e agora ganha um descanso merecido. Ao que parece, a japonesa nunca saiu da ilha em que nasceu.

Ela ainda era ativa e às vezes comia sozinha, apesar da idade era considerada saudável e tinha bons hábitos alimentares. Ela gostava de música tradicional japonesa, em principal do shamisen.

Leia também

Os segredos da longevidade japonesa: 5 alimentos saudáveis do Japão

Hara Hachi Bu: aprenda a comer como os japoneses de Okinawa e se mantenha saudável

Homem afirma que comer apenas frutas por oito anos o tornou um super-humano

Criou sete filhos, duas filhas e conviveu com os netos e seus filhos, ela viu várias gerações de sua família crescer. Tajima dava créditos a sua longevidade ao bom sono e alimentação.

Com sua morte, a mulher mais velha do mundo é outra japonesa chamada Chiyo Miyako, de 116 anos de idade na prefeitura de Kanagawa.

O japonês Masazo Nokawa de 112 anos de idade chamou a atenção recentemente por ter sido considerado o homem mais velho do mundo pelo Guiness Word Records, enquanto Tajima era a pessoa mais velha.

Fonte: USA Today

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link