Nunca é tarde para aprender, mulher de 88 anos se torna a mais velha a conseguir doutorado no Japão

Uma idosa de 88 anos deu uma lição em muita gente jovem. Ela tornou-se a mulher mais velha a conseguir doutorado no Japão.

Kyoko Ozeki

Kyoko Ozeki é uma professora, que terminou seu doutorado na Universidade de Ritsumeikan. Ela vive em Nagoya e de acordo com a instituição de ensino, ela é a mulher mais velha a conseguir esse feito.

Leia também

Idosas estão cometendo crimes no Japão, saiba os motivos

Sequestro de Megumi Yokota é mistério há quarenta anos

Juntos há 37 anos, casal combina os looks todos os dias

Em 1964, suas habilidades foram notadas e começou a trabalhar em uma escola como assistente de professora na universidade Tokai Gakuen até 1995. Durante mais de 30 anos ela se dedicou a pesquisar a história das roupas desde o período Jomon, chamados de angin.

Para descobrir como as pessoas fabricavam suas vestimentas no período Jomon, Ozeki visitou cerca de 165 ruínas do norte ao sul do país. Viajou e pesquisou muito.

Kyoko Ozeki mostrou que nunca é tarde para aprender e ir atrás dos seus sonhos e disse ter ficado honrada em ter conseguido o doutorado no Japão.

Ela submeteu sua tese em setembro de 2017 e recebeu as melhores notas. Além de ter entrado para a história, seu tema nunca havia sido pesquisado antes.

Ozeki superou todas as dificuldades impostas pela vida, tinha apenas 16 anos quando a Segunda Guerra Mundial chegou ao fim. Depois do divórcio aos 30 anos se viu sem formação e superou todas as expectativas.

E então, que tal seguir o exemplo de Kyoko Ozeki?

Fonte: Kyodo News

Kyoko Ozeki
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link