Johatsu: desaparecimento de pessoas no Japão é um retrato assombroso e intrigante

Johatsu é um termo para definir uma pessoa que desaparece sem deixar rastros no Japão, esse estranho e assombroso termo é uma das faces ocultas na sociedade japonesa.

Johatsu

Johatsu
Créditos: reprodução

Apesar de pessoas desaparecidas não ser um problema novo, no Japão, o número de johatsus é assutador para qualquer país desenvolvido.

100,000 pessoas sem paradeiro

São cerca de 100 mil pessoas que desaparecem sem deixar nenhum vestígio. No Brasil, um país muito mais violento, desigual e com mais de 200 milhões de habitantes, o número de desaparecidos chega a 200 mil por ano.

Se somados, os desaparecidos ao redor do mundo chegam aos milhões todos os anos. Além disso, sabe-se que o tráfico de seres humanos é o terceiro maior mercado financeiro do mundo, atrás apenas da indústria bélica (1º lugar) e tráfico de drogas (2º).


Leia também:


Desaparecidos no Japão

O assunto é tema de dissertações e pesquisas em faculdades. Porém, o governo japonês ainda não reconhece o problema oficialmente.

O termo poderia ser conhecido como ghosting, que acontece no mundo virtual, mas é mais sério. Pais de família, noivos, avós, avôs e amigos somem da vida de seus familiares e colegas sem deixar rastros.

O primeiro relato foi na década de 60, através do filme “O homem que some”, quando um homem desaparece da vida de sua noiva e família.

Com isso ficam para trás pessoas preocupadas e sem repostas, sem ter confirmação da morte. Com o passar dos anos e da ausência, muitos apenas querem notícias de que o johatsu esteja bem.

Casos de casais desaparecendo também são comuns. Elas deixam empregos, amigos e casa para trás. As causas não ficam claras, pois nunca ninguém voltou para dar explicações, porém especula-se que vergonha, perda de emprego e insatisfação podem estar inclusos.

Muita gente não quer viver a vida que tem e os amigos e familiares são uma lembrança dolorosa da vida que tanto repudiam.

Locais para morar sem perguntas e trabalho pago em dinheiro são comuns. Ainda mais na área que a Yakuza opera, por isso, muitos conseguem viver sem deixar rastros.

As leis de privacidade do Japão ajudam essas pessoas a se escoderem também e o próprio governo não sabem onde elas estão. No país é quase impossível conseguir dados pessoais de terceiros, somente a polícia tem acesso em casos que envolvam crimes.

Se não há crime, não existe o que fazer e muitos recorrem a detetives particulares. Se alguém desaparece, nem a esposa consegue ter acesso a movimentações de dados bancários, por exemplo. Por isso, esse é um problema sem solução aparente no Japão.

Já conhecia o termo Johatsu? Deixe em comentário.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link