Impressionante aquário de cabine telefônica é removido de cidade japonesa por violar direitos autorais

Depois de anos atraindo visitantes de todo o Japão, o peculiar aquário de cabine telefônica infelizmente encerra sua exibição. Confira!

Leia também:

Aquário de cabine telefônica

Yamatokoriyama, na província de Nara, é famosa pelo cultivo de peixes dourados, com toda a cidade cheia de lindos desenhos que sugerem seu longo legado de práticas de reprodução.

E uma de suas atrações mais famosas é uma bela cabine telefônica cheia de água e peixinhos dourados vibrantes. Que muitas vezes atraiu multidões de pessoas, esperando ter um vislumbre desse objeto enigmático.

Mas, por mais fascinante que seja, o incomum aquário de cabine telefônica também tem uma notável semelhança com o trabalho do artista japonês contemporâneo Nobuki Yamamoto. E portanto, não é surpresa que, recentemente, ele tenha apresentado uma queixa oficial à associação responsável pela instalação do aquário.

▼ O aquário em Yamatokoriyama (esquerda) e o trabalho de Yamamoto (direita).

A infração não pareceu intencional, já que o aquário de cabine telefônica de Yamatokoriyama foi um projeto apresentado à cidade por um grupo de estudantes da Universidade de Arte e Design de Kyoto, em 2012. Mas, provavelmente, foram eles que copiaram primeiro a ideia de Yamamoto.

▼ Depois, a cidade instalou a misteriosa peça de arte em 2014.

Porém, de acordo com a queixa registrada, o conceito de Yamamoto, de colocar peixinhos dourados em cabines telefônicas cheias de água, antecedia os alunos desde 1998. E foi exibido em todo o Japão, desde então, em numerosas exposições de arte.

Devidos créditos

Depois de tomar conhecimento da exibição da cabine telefônica que estava sendo montada na cidade, Yamamoto pediu repetidamente à associação que lhe concedesse os créditos como criador original. Além de uma indenização de 3.300.000 ienes (US$ 29.290).

No entanto, foi alegado que nenhuma violação de direitos autorais havia ocorrido. Até que, em abril deste ano, a associação removeu o aquário para evitar mais complicações.

▼ Os clientes de um café próximo costumavam tomar café maravilhando-se com o outro mundo.

“Não era minha intenção ter a exibição removida, mas sim que a cidade reconhecesse minha obra de arte. Muitos artistas por aí são vítimas de violação de direitos autorais ”, disse Yamamoto em uma coletiva à imprensa realizada em Nara em 19 de setembro.

O aquário não está mais no Yamatokoriyama, então considere-se sortudo se você conseguiu dar uma olhada nele. Aquários de design elegante têm uma qualidade quase terapêutica, e nos quatro curtos anos em que o aquário da cabine telefônica esteve exposto trouxe sorrisos para os rostos de inúmeros visitantes. Mas, justiça seja feita e agora os japoneses aguardam uma nova peça para breve.

Fontes: Sankei ShimbunTwitter/nyankobon

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link