Peso no Japão: estudo mostra que japonesas estão cada vez mais magras

De acordo com estudo divulgado pela revista científica Science, um em cada cinco japonesas entre 20 a 30 anos de idade pode sofrer de anorexia. E isso pode dizer muito sobre peso no Japão e como essa questão é tratada.

Isso está causando um problema muito grave em que bebês acabam nascendo abaixo do peso ideal. Isso acarreta em problemas de saúde sérios, como maiores chances de desenvolver diabetes, pressão alta e baixa expectativa de vida.

O estudo ainda mostrou que a média de peso de recém-nascidos menor de 2,5 kg é alta desde 1980. A pesquisa foi liderada pelo epidemiologista Naho Morisaki em parceria com o Japan’s National Center for Child Health and Development.

Padrão de beleza no Japão

Fato é que o padrão de beleza japonês reflete bastante os resultados do estudo de Morisaki. Afinal, ainda é considerado bonito que a mulher seja extremamente magra.

Esse tipo de corpo mignon e magro é considerado kawaii e amplamente desejado na sociedade japonesa.

Peso e gravidez

Muitas mulheres ao ficarem grávidas no Japão lutam para não engordarem muito. A indicação oficial pelo governo japonês para uma gravidez saudável é ganhar entre 9 a 12 kg. Essa média é bem abaixo em comparação com outros países.

Elas acabam lutando para ganhar menos peso para poderem voltar a sua compleição original o mais rápido possível.


Leia também


Culto a magreza excessiva

magreza no Japão

Diferente de outros países onde falar sobre o peso de outra pessoa é considerado algo rude, no Japão ocorre o oposto.

Isso acontece, pois é incomum (não impossível) ver alguém acima do peso no país, então quando alguém ganha alguns quilos é considerado normal outra pessoa comentar sobre o peso de forma negativa.

Afinal não é só uma questão estética, também é algo cultural.

Desde cedo os japoneses são estimulados a caminhar e andar de bicicleta, isso sem contar a alimentação saudável típica do país.

Além disso, pessoas acima do peso no Japão encontram dificuldades para encontrar vestimentas para os padrões acima do que a sociedade japonesa está habituada.

Porém, a cultura kawaii e a forte influência das personagens femininas nos mangás e animes (que também fazem parte do padrão estético da sociedade patriarcal japonesa), contribuem para os números assustadores mencionados acima.

Portanto, quem é considerado gordinho no Japão pode sofrer por não se encaixar dentro do padrão de beleza inalcançável.

Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa Newsletter.

magreza no Japão
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link