Prevenção ao suicídio: Japão faz maratona para conscientizar

No Brasil, o mês de prevenção ao suicídio é conhecido como Setembro Amarelo. Mundialmente, o dia dedicado a prevenção ao suicídio é batizado como World Suicide Prevention Day.

Prevenção ao suicídio

TELL

Um evento organizado pelo TELL (Tokyo English Life Line) contou com mais de 500 participantes que subiram a torre do Tokyo Tower Climb correndo no dia 09 de setembro no Japão.

A campanha incentivava abrir conversas abertamente sobre o tema. Sem tabus e preconceitos. Além disso, o evento foi marcado pela alegria, ao som de boa música e comida.

Para atrair e incentivar as pessoas, letreiros na cor laranja passavam mensagens de positividade, confiança e perserverança.

TELL

A TELL atua em todo o território japonês desde 1973. Além disso, o canal abre a possibilidade para estrangeiros dentro e fora do país conversarem sobre seus problemas.

Realidade

Os tabus e preconceitos sobre a realidade do suicídio dão uma imagem distorcida sobre o ato de interromper a vida de maneira abrupta e violenta.

Os que dão uma visão um pouco mais romantizada sobre tema – e sim, muitas pessoas romantizam o suicídio – afirmam que o ato envolve muita coragem.

Há também os que acreditam que a pessoa se acovardou perante as dificuldades ou foi egoísta, alguém que quis chamar atenção dos outros.

Porém, os grupos de prevenção ao suicídio afirmam: ninguém deseja morrer, o que existe é uma dor tão forte e o desejo de que esse sofrimento acabe de alguma forma.

Em outras palavras, pessoas desesperadas podem recorrer a essa opção como forma de interromper o que a machuca.

A dor, o sofrimento e principalmente a solidão comumente fazem a pessoa dar sinais de que precisa de ajuda. Geralmente, quando alguém expressa o desejo de tirar a própria vida, na verdade está gritando de socorro. Porém, muitos sofrem silenciosamente e nunca pedem ajuda.

Outro fator importante é que nem todo suicida é uma pessoa que sofre de depressão ou algum quadro psicológico. Portanto, nem todo suicida teve uma vida marcada pela infelicidade e sofrimento.

Apesar do índice de suicídio no Japão ser alto (30 mil por ano), tanto pela tradição quanto pelas dificuldades contemporâneas esse é um fenômeno global.

Um relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde), declarou que, entre 800 mil e um milhão de pessoas, cometem suicido no mundo.

No Brasil, por exemplo, essa é quarta causa de morte entre jovens. Se você conhece alguém que aparenta estar passando por alguma situação como essa e tenha dito em algum momento que deseja se matar, no Brasil ou no Japão, indique algum grupo de prevenção ao suicídio.

No Brasil: CVV

No Japão: TELL

suicídio no Japão
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link