1973: o ano da crise do papel higiênico no Japão

Em 1973, houve uma forte crise impulsionado pelos altos preços do barril de óleo. A OPEC parou de exportar os galões em protesto a Israel e os valores saltaram de U$ 15 para U$ 60. E isso causou a crise do papel higiênico no Japão.

O papel higiênico é um ítem de extrema importância no dia a dia e na higiene de qualquer pessoa. Mal damos a importância ou prestamos a atenção, apenas na hora das compras.

Encaixa-se no quesito essencial e está ligado diretamente ao crescimento econômico de cada país. Parece exagero, mas não é.

Segundo a Consultoria Euromonitor Internacional, o crescimento nas vendas foi de 70% nos últimos cinco anos. Até 2010 aumentará mais 7%. Em 2016, movimentou U$ 2,30 bilhões.

Em 2015, o ano da crise mundial houve uma troca de consumo que foi considerável para a economia. As pessoas passaram a comprar papel higiênico de folha simples ao invés da dupla.

Ainda segundo a agência Nilsen, no Brasil o consumo gira em torno de 23 a 27 rolos por habitante. Nos países mais desenvolvidos, essa quantidade aumenta.

Crise do papel higiênico no Japão

papel higiênico Japão

Em novembro de 1973, a mídia reportou largamente a falta desse item no Japão por causa da crise do óleo que afetou a produção do papel. No começo, ninguém prestou a atenção e deu pouco valor a informação.

Naquele ano, ele se tornou o item mais desejado e procurado e isso levou uma quantidade muito grande de pessoas a procura nas lojas.

Das prateleiras, tudo quanto é papel sumiu, desde lenços, guardanapos, papel toalha. O desespero levou muita gente a estocar e comprar muitos pacotes por vez.

gif papel higiênico Seinfeld

Famílias levando papel higiênico para cinco anos e outras ficando sem nada. Isso elevou os preços e causou muita dor de cabeça. Alguns passaram até a roubar o item de banheiros públicos e prédios comerciais.

Leia também

5 curiosidades históricas do Japão

Natureza mortal: curiosidades sobre o tsunami

Teste de QI japonês: tente achar a solução!

A ida as lojas se tornou caótica com pânico e desespero, por isso houveram até relatos de pessoas com fraturas por causa de quedas nas lojas no corre corre.

Em 2011, quando o país foi atingido pelo tsunami aconteceu quase a mesma coisa. Em 2014, o governo e o ministro da economia fizeram um anúncio público parecido, pedindo aos cidadãos para estocar papel em casa. Tudo para evitar o que tinha acontecido em 2011 e 1973.

Gostou do artigo? Compartilhe.

Fontes: Japan Times, Folha, G1, Asian Town.

crise do papel higiênico Japão

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link