Kaizen: combatendo a preguiça em apenas um minuto

A filosofia japonesa Kaizen tem sido um grande aliado de quem não consegue tirar as ideias da cabeça e colocá-las em prática.

Com a chegada de final de ano e resolução de metas, isso pode ficar mais claro ainda. Quantas coisas você se propôs a fazer e realmente finalizou? E aí que surge a frustração.

É normal bater um sentimento de desespero e ver que o ano passou tão rápido, que mal deu tempo de fazer tudo aquilo que gostaria.

Mas o quê acontece? Preguiça, proscratinação, falta de tempo ou estímulo? É difícil pontuar algo e rever os motivos daquele projeto não ter saído do lugar.

Aliás, eles podem ser qualquer coisa. Emagrecer, ganhar mais, estudar novas línguas, ler, sair mais, ver os amigos, etc.

Método Kaizen

A filosofia Kaizen significa melhoria constante, enquanto Kai é mudança e Zen é sabedoria. O termo ficou mundialmente conhecido através do filósofo Masaaki Imai em 1986.

Em seu livro, Imai ensina a organizar todas as áreas da vida e empregar o Kaizen. A técnica é bem simples e pode ser introduzido nos hábitos diários.

Aliás, você sabia que, leva cerca de 21 dias para desenvolver qualquer hábito? Com 90 dias, ele já é considerado permanente.

Leia também

No Japão, o imperfeito é perfeito. Descubra o wabi-sabi e seja mais feliz!

4 hábitos japoneses para incorporar na sua vida agora mesmo

Milagroso método japonês para perder gordura abdominal: use uma toalha e exercite-se 15 minutos ao dia

1 minuto

Um minuto - Kaizen

Você tem 1 minuto sobrando? Se tiver, o Kaizen é para você. Deve-se dedicar um minuto todos os dias e no mesmo horário. Parece pouco, mas não é.

Esse tempo será o suficiente para criar um hábito na rotina e o tempo curto evitará a procrastinação. Afinal, são só 60 segundos do dia.

Ok, mas muita gente reclama que nesse tempo não dá para fazer nada. Aí é que você se engana. Em um minuto é possível ler uma página de um livro ou apostila, escutar um podcast de uma língua diferente, resolver exercícios ou até fazer uma simples meditação.

O segredo será a consistência. Como aproveitar esse tempo de forma efetiva. Afinal, quantas vezes nos dedicamos a fazer algo, mas nos distraímos e acabamos por aproveitá-los de forma mínima?

Por exemplo, você finalmente decide que irá ler aquele livro que está encostado, mas não consegue se concentrar mais do que cinco minutos.

Dedicando um minuto, você está sendo mais sincero e estará comprometido. Dessa forma, aos poucos, irá aumentando o interesse e perceber que os sessenta segundos são insuficientes e consequentemente aumentará alguns minutos nesse novo hábito útil.

Ainda que não consiga ou deseja aumentar esse tempo, o método Kaizen possui uma proposta recompensadora. Se conseguir dedicar um minuto por dia, já será uma vitória e isso causará motivação para prosseguir.

Portanto, que tal começar agora? Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa Newsletter.

Kaizen

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link