Rainha Himiko foi a primeira mulher poderosa do Japão

A rainha Himiko foi nomeada protetora do reino Yamatai e governou em paz por mais de 60 anos. Escolhida pelo povo, era shaman e dizia descender do kami Amaterasu.

Na primeira metade do século 3, o Japão era um arquipélago em que cada ilha era um país independente. Cada um com suas próprias regras, também conhecidas como nações clã.

Estas eram ligadas a confederações. Naquela época o status social e o poder político vinham atrás das autoridades religiosas.

Himiko

Himiko

Himiko era uma shaman que se dizia descender dos deuses. Além da autoridade religiosa, ela alcançou a autoridade espiritual também.

Por isso, foi escolhida para governar pelo povo e governantes em uma era de guerra. Mais de 100 países a aceitaram como rainha e manteve a paz por 60 anos.

Ela nunca chegou a se casar e seu irmão a ajudou como seu porta voz para o mundo. Morou em um castelo, com guardas e torres a protegendo. Além disso, contava com mais de 1,000 servas.

Relações com a China

A federação de Yamatai não gostava que a rainha tivesse conversas diplomáticas com a China. Porém, a rainha o fez por quatro vezes.

Na época, a então Dinastia Wei (China) deu o título a Himiko, de “Rainha de Wa (Japão) amigável com Wei” junto com presentes.

Morreu em 248 e a paz só foi retomada com a chegada da rainha Iyo, de sua linha sucessora. 100 de seus funcionários foram enterrados com a rainha.

Leia também

História do Japão: vocês sabiam que existiram campos de concentração de japoneses nos EUA?

Kakure Kirishitan: conheça a história do cristianismo no Japão

Você conhece a história da criação do Japão, segundo a mitologia japonesa?

No século 8, o patriacardo fez as referências da rainha sumirem dos livros de história. Houve um grande hiato até voltarem a citar Himiko. Apesar disso, as passagens da rainha Himiko são ensinadas nas escolas japonesas hoje em dia.

Kyushu, Yoshinogari e Sakurai são locais que a memória da rainha são presentes. Alguns clamam que seu território é o que era de Yamatai. Porém, até hoje a localização do reino é debatido.

Aalém disso, de tempos em tempos, surgem notícias de escavações que possam ser o túmulo da rainha. E isso causa muita curiosidade, pois pouco se sabe sobre o túmulo.

Recentemente, o filme Tomb Raider: A origem (2018) mostrou Lara envolta nas lendas místicas que envolvem o corpo da rainha Himiko.

Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa Newslettr

Rainha Himiko

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link