Amor no Japão: seis motivos dos japoneses não dizerem “eu te amo”

Na cultura japonesa dizer eu te amo é mais complicado do que parece. Não tentaremos nos aprofundarmos a fundo, mas explicar de forma simples, alguns dos motivos mais comuns.

Também não generalizaremos essa cultura, que não está presente na criação dos descendentes japoneses que cresceram e conviveram no Brasil e em países da América. Confira.

1. Timidez

Apesar de não podermos afirmar que todo japonês é introvertido e tímido, esse é um dos motivos das palavras de amor não saírem tão fácil mesmo em relacionamentos internacionais.

Temos muitos relatos de casais que demoram para conseguirem introduzir a palavra eu te amo. 

2. É uma palavra séria

Dizer eu te amo no Brasil não tem muitos tabus. Em relacionamentos costuma-se falar ao final de ligações, em momentos românticos ou no dia a dia de forma descomplicada.

Apesar da palavra aparecer em animes e filmes japoneses, seu uso é, digamos assim, limitado. Dizer eu te amo envolve uma série de questões intrínsecas e difíceis de compreender. Afinal, dizer essa palavra significa que a pessoa quer passar o resto de sua vida junto com a outra.

Isso é muito sério e o lado cético e racional da cultura japonesa bate mais forte. No lugar de eu te amo, costuma-se dizer suki (eu gosto de você).

3. As ações são mais importantes

Expressar os sentimentos com palavras não é tão valorizado ou necessário. Os atos importam muito mais e é através deles que um homem ou mulher costumam demonstrar seu amor.

A linguagem corporal e pequenos sinais são levados mais em consideração. Saber sentir o momento e identificar pequenos aspectos do parceiro/a importam mais do que dizer algo.

4. Outras formas de demonstrar amor

No lugar do eu te amo, muitos compram presentes, levam para sair ou trabalham muito para ter dinheiro e poder fazer essas coisas.

A ideia é que se a pessoa está se esforçando, dando o máximo de si em seu trabalho por outra pessoa, isso é amor e dizer eu te amo acaba sendo desnecessário.

5. Preferem os pequenos detalhes

Atos pequenos, mas significativos são considerados mais importantes. Por exemplo, lembrar de algo que a pessoa disse e fazer uma surpresa é mais significativo que dizer eu te amo.

Leia também

Saiba o que as mulheres japonesas pensam sobre relacionamentos com homens estrangeiros

4 aplicativos de namoro altamente populares no Japão

Casal japonês ensina regra para ser mais feliz no relacionamento

6. Apresentar socialmente

Apresentar a outra pessoa para o círculo social também é considerado mais relevante do que dizer palavras. Isso quer dizer que ele/a deseja que a outra faça parte de sua vida.

Deu para perceber que as as diferenças culturais são grandes e no Japão as pessoas tem outras formas de demonstrar seus sentimentos.

Gostou do artigo? Inscreva-se em nossa newsletter.

amor no Japão
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link