Folclore: primeiro museu dedicado a monstros yokai é inaugurado

O museu Miyoshi Mononoke ou Yumoto Koichi Memorial Japan Yokai teve inauguração em Miyoshi. É o primeiro dedicado aos monstros Yokai, segundo o Japan Times.

Inauguração do museu Yokai Miyoshi
Inauguração do museu Yokai em Miyoshi

A etnóloga e pesquisadora Koichi Yumoto, 68 anos, doou 5.000 itens de sua coleção pessoal. Ao todo são 160 peças no museu, com pinturas e contos de famosas lendas do folclore japonês.

Além dos artefatos históricos, uma área digital e interativa estará a disposição dos visitantes.

Yokai

Ilustração japonesa do Yokai

Existem muitos yokais dentro da mitologia e da cultura japonesa. Aliás, existem certos tipos que existem apenas em uma região específica, por exemplo.

De maneira genérica, yokais são seres sobrenaturais. Fantasmas, demônios, assombrações, seres espirituais, possessão de seres humanos ou animais, divindades do shinto e eventos inexplicáveis.

Aliás, o conceito vai muito além do senso comum. Afinal, a palavra Yokai possui dois kanjis e cada um possui um conceito próprio.

Em outras palavras, o idioma japonês trabalha com a abstração do sentido das palavras. Portanto, ele pode variar de acordo com a situação ou interpretação.

O kanji yo (妖) pode ser compreendido como calamidade, fascinante ou atrativo. Já o kanji kai (怪) pode significar mistério ou maravilha.

Além dos habituais monstros e fantasmas das lendas urbanas do Japão, os kami (divindades do shinto) também são yokai. A própria mitologia do shinto narra eventos espetaculares de yokais que fundaram a nação japonesa.

Porém, a fama de seres monstruosos aconteceu durante o período Edo. As histórias de fantasmas e assombrações dominaram ass literaturas e artes no geral.

Já na Restauração Meiji, essa parte cultural foi deixada de lado devido a modernização do país e as transformações sociais do período.

Leia também

Kodama: quem são os adoráveis seres espirituais da animação Princesa Mononoke? 

Kitsune: o espírito da raposa no Japão

Folclore japonês: Conheça o Tengu 

Somente após a segunda guerra mundial em 1960 que os yokais voltaram a fazer parte da vida cultural do Japão, com o mangá GeGeGe no Kitaro de Shigeru Mizuki.

Desde então o interesse popular em seres sobrenaturais e histórias fantasmagóricas voltaram ao país.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Comentários

Copy link