Curiosidades do anime O Serviço de Entregas da Kiki

O Serviço de Entregas da Kiki (Majo no Takkyubin) é do Studio Ghibli com direção de Hayao Miyazaki. Marcou uma geração de jovens com um enredo leve e divertido.

Kiki é uma jovem bruxa e tem um gato preto falante chamado Jiji. Quando completa 13 anos, é esperado que ela passe um ano fora viajando para achar um local para viver por conta própria.

Em sua busca pelo local de moradia encontra dois idosos, Osono e Fukuo, e vira garota de entregas para os pães feitos pelo casal.

Baseado em um livro

Capa do livro Majo no Takkyubin

Majo no Takkyubin lançado em 1985 é da autora japonesa Eiko Kadono. Ela se dedica a literatura infantil e seu livro sobre uma jovem bruxa de 13 anos de idade foi um sucesso.

Kiki é uma das personagens mais queridas

Cena do anime

Kiki e seu gato Jiji viraram personagens amados pelos fãs do Studio Ghibli. Sua personalidade responsável, doce e cheia de energia conquistou muita gente.

Primeiro sucesso comercial

Poster do filme

Na época de seu lançamento em 1989, o Studio Ghibli tentava se destacar e a situação financeira não era das melhores. O Serviço de Entregas da Kiki ajudou a atrair atenção internacional e teve boas críticas.

Na época, o crítico Roger Ebert, chegou a declarar que o filme era a melhor animação de 89 superando até o filme A pequena Sereia.

Em termos econômicos foi o primeiro sucesso comercial e faturou 2.170.000,00 ienes. Foi a melhor bilheteria da época. Arrecadou quatro vezes mais do que os lançamentos Meu Amigo Totoro e Túmulo dos Vagalumes.

Hayao Miyazaki não seria o diretor

Quando o grupo Fudosha conseguiu os direitos autorais para adaptar o livro de Eiko Kadono, Hayao Mizayaki e Isao Takahata (co-fundador e diretor) estavam muito ocupados com a direção de Meu Amigo Totoro e Túmulo dos Vagalumes.

Portanto, Miyazaki ficaria apenas com a produção e o filme seria uma oportunidade para os talentos jovens do Studio.

Nobuyuki Isshiki escreveu o primeiro roteiro e Sunao Katabuchi ficaria com a direção. Porém, Miyazaki ficou insatisfeito com os resultados. No final, acabou responsável pelo roteiro e direção de O Serviço de Entregas da Kiki.

Briga com a escritora quase cancelou o anime

Escritora Eiko Kadono

Hayao Miyazaki tem o hábito de adaptar estórias e colocar um pouco de sua personalidade e visão própria em seus projetos. Isso faz seus animes serem únicos.

No entanto, isso levou a conflitos entre Miyazaki e a escritora Eiko Kadono. O livro tinha um ritmo mais demorado e focava no dia a dia de Kiki.

Miyazaki achou melhor focar na independência da personagem e mudar o ritmo da narrativa.

A divergência acabou ameaçando o anime. Kadono ficou muito brava e colocou em dúvidas se valia a pena continuar.

O diretor e o produtor Toshio Suzuki foram até a casa da escritora e a convidaram visitar o Studio Ghibli. Só depois de ver o andamento do projeto concordou em continuar.

Quase cancelado pela segunda vez

Yamato Support

A transportadora Yamato Support usava a palavra japonesa takkyubin como logo. Ela significa “serviço de entregas” ou “delivery”.

A palavra era registrada pela empresa e as pessoas usavam como sinônimo para takuhaibin. Por isso, o produtor Toshio Suzuki teve que marcar uma reunião com a Yamato. A empresa não só concordou em liberar o nome, como ajudou a patrocinar o anime.

Boicote nos Estados Unidos

Apesar das boas críticas, o anime teve uma tentativa de boicote por um grupo ultraconservador cristão (The ultraconsertive Christian Group Concerned Women for America).

Em 5 de fevereiro de 1998, o grupo alegou que a Disney (que adaptou e lançou o filme) queria estimular a bruxaria com uma animação japonesa.

Disney fez muitas alterações

Capa do DVD da Disney

Para lançar o filme nos Estados Unidos, a Disney modificou muito o anime para ser mais aceito no ocidente.

Nos momentos de silêncio adicionou trilha sonora para que as crianças não ficassem entediadas, acrescentou falas ao gato Jiji, trocou diálogos e fez uma breve alteração ao final.

Algumas falas foram consideradas impróprias para uma criança de 13 anos de idade, segundo a Disney. Porém, segundo os fãs as mudanças foram totalmente desnecessárias.

Leia também

Kodama: quem são os adoráveis seres espirituais da animação Princesa Mononoke? 

Confira 6 curiosidades fascinantes da animação A Viagem de Chihiro 

15 curiosidades da animação Meu Amigo Totoro que você não sabia 

Em 2010, o filme foi relançado em DVD nos EUA e os diálogos extras foram retirados e os momentos de silêncio foram respeitados sem trilha sonora para que o filme ficasse mais próximo da versão original.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Curiosidades O serviço de entregas da Kiki

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link