Hotaru no Haka: 8 curiosidades do Túmulo dos Vagalumes

O anime Hotaru no Haka com título em português Túmulo dos Vagalumes marcou uma geração por ter um enredo sensível sobre os acontecimentos da II Guerra Mundial e o ataque com bombas B-29 a cidade de Kobe.

Foi lançado em 1988 e dirigido pelo falecido diretor e co-fundador do Studio Ghibli Isao Takahata.

1. Anime inspirou filme live-action

Anime Hotaru no Haka

A animação Hotaru no Haka inspirou o filme live-action para NTV de mesmo nome de 2005. Foi lançado em comemoração dos 60 anos do fim da II Guerra com 2 horas e 28 minutos de duração.

Cenas do filme live action de 2005

Os dois são baseados no enredo dos irmãos Seita (14 anos) e Setsuko (4 anos), porém com cenas adicionais e abordagens um tanto diferentes. No filme, a transformação da tia interpretada pela atriz Nanako Matsushima ganha mais destaque.

Os dois emocionam, mas os atores infantis e suas atuações foram dignas. Foi um filme muito elogiado na época e vale a pena conferir.

2. Lançado junto com Meu Amigo Totoro (Tonari no Totoro/My Neighbour Totoro)

Dois encartes Hotari no Haka e Tonari Totoro

Inicialmente, os investidores não confiavam no lançamento dos dois animes de forma separada. Acreditavam que os enredos não fariam sucesso, por isso decidiram fazer o lançamento em conjunto em 1988.

3. Considerado o mais sombrio

Hotaru no Haka

Até os dias atuais, o enredo do Hotaru no Haka é considerado uma das histórias mais pesadas do Studio Ghibli por críticos.

O crítico e historiador Roger Ebert proclamou o anime como uma das melhores retratações de filmes de guerra já produzido.

4. Kobe bem retratada

Kobe antes da guerra
Kobe antes da guerra

O anime mostra cenas da cidade de Kobe realistas daquela época, são uma forma de ver como era o cotidiano e como eram as paisagens da antiga Kobe antes dos bombardeios.

5. Considerado uma antítese aos filmes Hollywoodianos

Kobe destruída
Kobe após os bombardeios

O anime passa mensagens de valor a vida e a empatia pelas pessoas que sofreram aos horrores da guerra com uma história rica e tocante.

Cena do anime

Não tem heróis, cenas de explosão mirabolantes ou romantiza e glorifica a guerra. Também mostra o desespero de pessoas comuns, bem diferente dos filmes de guerra retratados pela indústria cinematográfica americana. O final também foge da regra dos finais felizes.

6. Baseado em livro

A ideia do filme não foi do Studio Ghibli, mas foi encomendado pela empresa Shinchosha e distribuído pela Toho.

É uma adaptação do romance de 1967 semi-autobiográfico de Akiyuki Nosaka. O escritor lançou o livro para se desculpar com sua irmã mais nova.

Autor Akiyuki Nosaka
Akiyuki Nosaka

7. Histórias reais

O anime é baseado na vida do autor Akiyuki Nosaka e sua adolescência após os ataques dos Estados Unidos de bombas incendiárias em Kobe retratadas em seu livro. Sua irmã mais nova morreu de fome e ele viu pessoas morrerem queimadas.

Já o diretor Isao Takahata também vivenciou a destruição e usou sua história de vida para dar toques emocionantes ao anime, segundo reportagem do periódico inglês Independent.

Isao Takahata
Isao Takahata

Takahata com nove anos era o mais novo de sete e tentou proteger uma irmã durante os ataques de bombas incendiárias.

100.000 bombas foram lançadas em Okayama (após ataque em Kobe). Ele correu com sua irmã vestido apenas com pijamas no meio da noite e se perdeu da mãe em meio ao pânico. Conseguiu chegar em segurança perto de um rio, mas sua irmã faleceu devido aos ferimentos.

1.700 pessoas morreram naquela noite incluindo quem se protegeu nos bunkers e metade da cidade foi destruída.

Leia também

Curiosidades do anime O Serviço de Entregas da Kiki 

9 curiosidades sobre o anime Death Note 

15 curiosidades da animação Meu Amigo Totoro que você não sabia

8. Simbologias dos vagalumes

Vagalumes

A simbologia do vagalume faz alusão aos acontecimentos da II Guerra e não faz parte do título à toa.

Os vagalumes tem a vida curta (2 a 3 semanas), assim como muitas crianças que padeceram a guerra e muitos pilotos kamikaze.

Para formar a palavra vagalume eles usaram no título o kanji 火 (fogo/ha). O nome também faz alusão as bombas incendiárias B-29.

Além disso, os vagalumes são símbolo de impermanência e da alma (hitodama) no Japão.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Curiosidades Hotaru no Haka
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link