Lutadores de sumô e sua dieta de até 10.000 kcal

A dieta dos lutadores de sumô no Japão é bem calórica em uma rotina regrada. A refeição típica é o chanko-nabe com udon, vegetais, tofu, legumes e peixe. Afinal, força e composição corporal fazem a diferença no esporte.

Lutadores de sumô e sua dieta

Os lutadores de sumô são conhecidos como rikishi e a dieta deve ser balanceada para enfrentar os treinos.

O chanko-nabe oferece todas as calorias e nutrientes divididos em duas refeições diárias. Cada uma em média com 4.000 a 5.000 kcal.

Chankonabe
Chanko-nabe

As caldeiradas tem caldo de galinha ou dashi acompanhado de cogumelos, tofu, repolho, cenoura, batatas, carne e peixe cozidos. Além de calórica, deve ser saudável. Portanto, comidas fast-food ficam de fora.

Além do chanko-nabe, o arroz também faz parte da dieta e eles comem tigelas e mais tigelas de uma vez só.

As massas (udon) fazem parte essencial do cardápio e grandes porções são servidas junto com salada e peixe também. Em dias de competição, eles costumam comer apenas chanko-nabe com frango.

Cada lutador tem uma dieta de acordo com seu peso e treino. Alguns consomem 5.000 kcal/dia, mas pode chegar até 10.000 kcal/dia ou 20.000 kcal/dia, segundo o lutador da Mongolia Byambaj Ulambayar de 163 kg. Quanto mais pesado for, mais irá comer.

Byambaj Ulambayar
Byambaj Ulambayar

Ele passou treinando no Japão por cinco anos e foi campeão do Sumo World Championships (4 vitórias) e do U.S Sumo Open (9 vezes campeão). Sua dieta era de 4.000 kcal por dia.

Certa vez, um lutador de sumô chamado Takamisugi (285 kg) comeu 65 tigelas e 13 kg de carne em uma refeição.

Só parou de comer, pois ficou cansado de mastigar, segundo Ulambayar. A média normal de cada lutador fica entre 10 tigelas no almoço e 10 no jantar para cada um.

Soneca e hidratação

Além disso, a soneca para descansar faz parte depois da refeição, além de tomar muito chá verde e água para hidratar o corpo.

Lutador de sumô na refeição

A manhã é dedicada aos treinos (5 horas seguidas) e eles não comem café da manhã. A primeira refeição é servida por volta das 11hs para depois tirar uma soneca para potencializar o ganho de peso e não gastar as calorias consumidas. Depois do jantar vão direto para cama.

Lutadores treinando

Apesar da dieta, eles não sofrem de diabetes ou colesterol alto por conta da rotina de exercícios pesados.

O metabolismo desses lutadores é diferente e a gordura fica armazenada de forma superficial sem prejudicar a saúde, diferente da chamada gordura visceral.

Luta de sumô

Dentro do heya (centros em que eles vivem e treinam), os lutadores mais jovens são os responsáveis por cortar os ingredientes, enquanto os mais experientes tiram uma soneca.

preparando chanko-nabe

Leia também

A alegria de comer nabemono

Sumô: 9 curiosidades sobre este esporte tipicamente japonês

Além disso, os mais novos apenas comem depois que os senpais terminam de se alimentar. É a hierarquia dos lutadores.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Dieta lutadores de sumô
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link