Kudokushi: Miyu Kojima recria réplicas de cômodos de morte solitária

Kudokushi é o termo usado no Japão para casos de japoneses que são encontrados após muito tempo depois de suas mortes.

Kudokushi

Limpeza de kudokushi

O corpo passa dias sem ser notado. O apartamento fica tomado pelo cheiro de putridão e os pertences e memórias de um cotidiano solitário ficam para trás.

Dados

Cerca de 300.000 são considerados kudokoshi todos os anos em um fenômeno que passou a ser reportado em 2000.

Segundo reportagem do Independent, 1/4 são idosos com mais de 65 anos, 1/3 é encontrado dois ou três dias depois, enquanto 10% fica mais de um mês.

Além disso, apenas em 2017, foram 4.777 casos em Tokyo, segundo dados da Secretaria de Bem-Estar Social e Saúde Pública.

Miyu Kojima

Miyu Kojima trabalhando em miniatura

A funcionária, 27 anos, trabalha para a empresa To-Do há sete anos. Eles também cuidam de casos de suicídio, assassinatos, acumuladores ou pessoas que faleceram no hospital.

Miniaturas

Miniatura de cozinha

Ela estava em uma conferência em que a empresa estava mostrando fotos do antes e depois para possíveis clientes e percebeu o quão pertubador era.

As fotografias não conseguiam transmitir sentimentos, além de parecer desrespeitoso aos familiares.

Então, comprou materiais de artesanato e passou a fazer pequenas réplicas com incentivo de seu chefe Yuji Masuda. Aprendeu a fazer tudo assistindo tutoriais no YouTube.

Realidade

A intenção de Miyu Kojima é mostrar a realidade desse lado sinistro e que se mantém escondido, além de retratar a tristeza desses locais.

Com atenção aos detalhes recria cenários de um passado e demora um mês para recriar um quarto.

Experiência pessoal

Ela também experienciou a morte solitária quando seu pai faleceu. Ele tinha problemas com álcool e vivia sozinho.

Então, foi encontrado caído devido a um acidente vascular cerebral (AVC) pela sua mãe em uma visita aleatória.

Em 2019, lançou um livro chamado Toki ga Tamatta Heya (o quarto em que o tempo parou) com fotos de seu trabalho e algumas passagens reflexivas.

Leia também

Hikikomori cresce no Japão e preocupa autoridades

Cômodo de morte solitária com gatos
Créditos: Yuki Fukaya

Muitas de suas miniaturas mostram animais de estimação que ficam presos com seus donos. Além disso, alguns familiares se recusam a continuar cuidando dos pets e por isso são sacrificados.

Cômodo lotado de sujeira kudokushi

Sala miniatura Miyu Kojima

Detalhes da miniatura

Miniatura sala

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

ATENÇÃO: IMAGENS FORTES ABAIXO

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

V

 

 

Banheira miniatura
Créditos: Yuki Fukaya

 

Miniatura banheiro de morte solitária
Créditos: Yuki Fukaya
Miniatura Kudokushi
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link