Bonsai: conheça os mais antigos e belos do Japão

O intercâmbio milenar entre China e Japão produziu frutos culturais dignos de serem patrimônios da humanidade. Entre essas trocas, uma das mais importantes foi o bonsai.

A miniatura foi uma herança cultural tão importante que o zen budismo incorporou o cultivo das pequenas árvores em suas práticas meditativas.

Seguindo o conceito estético, artístico e espiritual, alguns desses símbolos da cultura japonesa atravessaram séculos e até mesmo milênios. Confira os mais antigos de todo o Japão.

Sandai Shogun no Matsu

Sandai Shogun no Matsu

Esse tesouro nacional é um pinheiro e possui cerca de 500 anos de idade. Foi nomeado como Sandai Shogun no Matsu (terceira geração de pinheiro Tokugawa) em homenagem ao shogun Tokugawa Iemitsu.

Quando Iemitsu recebeu o pequeno pinheiro ele já possuía 200 anos de idade. Desde então, é passado de Imperador para Imperador.

O Sandai Shogun no Matsu fica exposto no Palácio Imperial de Tokyo. Felizmente é aberto ao público em visitas com guias.

Pinho vermelho do Akao Herb & Rose Garden

Akao Herb Rose

Com aproximadamente 600 anos de existência, ele se diferencia de seus pares em ao menos dois aspectos.

O primeiro aspecto diz respeito ao tamanho, algo próximo a 4,87 metros de altura e 9,15 de largura. O segundo aspecto é que do mesmo vaso surgiram 5 troncos floridos.

O pinho vermelho do Akao Herb & Rose Garden é tão grande que foi necessário instalar suportes para dar sustentação ao peso.

Além disso, é considerado um bonsai Imperial. Se você estiver na cidade de Akao, província de Shizuoka não deixe de visitar esse gigante centenário.

O próprio Akao Herb & Rose Garden é de uma beleza surreal com uma atmosfera cinematográfica.

Rose Garden

Bonsai do Museu Shukaen

Bonsai Shunkaen

Esse lindo bonsai de mais de 800 anos de idade foi restaurado pelo seu atual proprietário, o mestre bonsai Kunio Kobayashi, um dos nomes mais importantes do Japão na recuperação dessas obras de arte.

Apesar de não ter um nome, é um dos bonsais mais antigos do mundo. Atualmente essa árvore anciã está em exposição no Shunkaen Bonsai Museum em Tokyo.

O museu criado por Kobayashi tem o propósito de disseminar a cultura japonesa, especialmente os bonsais. Além de abrigar peças únicas e raras, o museu também possui uma escola para discípulos japoneses e internacionais.

Leia também

Artista japonês cria incríveis árvores de bonsai com centenas de ultra miniaturas de origami de tsuru 

Air Bonsai: o bonsai que levita e dá um toque galáctico ao ambiente 

Onde ver bonsai no Japão? 

Juniper do museu Omiya

Bonsai Juniper Omiya

A família que cuida desse tesouro ainda possui aproximadamente 60 espécies diferentes e normalmente são utilizadas para decoração.

No distrito de Omiya em Saitama, a enfermaria de bonsai Mansei-em cuida e mantém o mais antigo (ao lado do bonsai Ficus na Itália) que se tem registro.

Com mais de 1.000 anos de idade, essa impressionante árvore está na família Kato há gerações. Sua beleza ultrapassa até mesmo os valores estéticos da cultura japonesa.

Afinal, se trata de um ser vivo que acompanhou a história do Japão praticamente desde a formação do estado durante o período Nara.

Se você estiver de passagem pela prefeitura de Saitama terá a oportunidade de ver um dos seres mais velhos de nosso planeta.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Bonsai Japão

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link