Punir criança com seiza é reconhecido como inaceitável por lei

Segundo lei japonesa anunciada na primeira semana de dezembro, forçar a criança para se sentar na posição tradicional seiza como forma de castigo será classificado como ato moral inaceitável.

criança sentada seiza
Criança sentada Seiza

Nova lei

Será passível de punição em lei que vigorará em abril de 2020, segundo o NHK. As medidas fazem parte de um esforço para prevenir abuso infantil, devido ao número de casos crescentes no Japão.

Portanto, punições que causem danos físicos estão sendo desencorajadas independente da opinião dos pais.

Além da proibição, não é permitido mais bater nas crianças e também passou a ter classificação foi considerada inaceitável na sociedade atual, segundo do Japan Today.

Afinal, muitas fatalidades devido a ações disciplinares duras têm ocorrido. Sentar seiza é uma posição que por longos períodos pode ser dolorosa, já que o peso do corpo fica sob as pernas flexionadas.

No entanto, é a forma mais adequada para se sentar nos tatames e usada em cerimônias tradicionais, mas é usada como forma de punição pelos pais e até na prisão japonesa.

Debates

Existe um debate longo no Japão sobre o que é permitido ou não fazer para educar as crianças. Muitos pais se exaltam e aplicam punições consideradas severas.

Yamato Tanooka

Um dos casos mais extremos foi o caso de Yamato Tanooka de sete anos em 2016. Vestido apenas com uma camiseta e jeans ele foi deixado na estrada em uma área de floresta conhecida por ter ursos em Shikabe.

Seu pai o fez descer do carro, dirigiu por meio quilômetro e voltou após alguns minutos. A criança atirou pedras em carros e pedestres mais cedo naquele dia. No entanto, ao retornar não encontraram o garoto. Ficou seis dias desaparecido.

Militar mostra local onde Yamato dormiu
Local onde Yamato Tanooka dormiu. Ele se colocou no meio de dois colchonetes para se aquecer.

O episódio teve um final feliz, já que a criança foi encontrada dentro de uma instalação que estava vazia por um militar que ali passava após seis dias dos inícios de sua busca.

Yamato Tanooka

A criança contou que caminhou por cinco horas até achar a instalação, se protegeu da chuva e do frio e bebeu água que se acumulava.

Leia também

Seiza: tradição da maneira formal de sentar dos japoneses

Você conseguiria cumprir as mesmas obrigações das crianças japonesas na escola 

Conheça 3 pilares da educação das crianças no Japão 

O pai se desculpou perante a mídia e a seu filho, que o perdoou. Os responsáveis não foram indiciados após a criança ter sido entrevistada e não terem achado fatos contraditórios no depoimento de seus pais.

Pai se desculpa perante a mídia japonesa

Esse caso é diferente da medida contra o castigo em seiza. No entanto, ele que ascendeu o debate no país em como os pais tratam seus filhos. Na época, o assunto viralizou nas redes sociais e o caso foi discutido intensamente pelos jornais e televisão.

Compartilhe! Clique aqui e receba nosso conteúdo exclusivo pelo Facebook Messenger.

Seiza e lei nova do Japão

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link