Empresa japonesa cria bolsas a partir de guarda-chuvas descartados

Sob o slogan “Esperamos que esta marca deixe de existir depois de 10 anos”, empresa japonesa cria linha de bolsas de design sofisticado produzidas a partir de guarda-chuvas descartados.

Sabemos que o plástico, embora onipresente em nossa vida, é um dos maiores vilões para o meio-ambiente. Demora centenas de anos para se decompor, acumulando-se em forma de lixo nos mais diversos locais, prejudicando a vida de diversas espécies animais.

O Japão é especialmente problemático neste quesito. Absolutamente tudo é embalado com plástico, e basta uma chuva para se ver acumulado pelos cantos um mar de guarda-chuvas de vinil, que são baratos e facilmente encontrados em qualquer lugar para venda.

Pensando no impacto ambiental, várias empresas mundo afora estão pensando em alternativas para minimizar os danos provocados ao meio ambiente. Assim, elas buscam desenvolver produtos a partir de materiais que seriam simplesmente descartados.

No entanto, não se trata daquele artesanato simples que fazemos com garrafa pet que, apesar de criar produtos com utilidade prática, não possuem valor de mercado agregado. Não, algumas empresas se preocupam em criar produtos de design, que chamem a atenção dos mais antenados em moda, dispostos a pagar um valor relativamente alto em um produto feito a partir do que antes era lixo.

Desta forma, a empresa japonesa Mondo Design lança uma nova marca chamada Plasticity que faz uso desses guarda-chuvas descartados e cria uma linha de produtos que inclui bolsas e pochetes. É a reciclagem com alto nível de design.

Como é o processo de fabricação das bolsas?

O processo de fabricação foi desenvolvido a fim de diminuir o quanto possível o desperdício de matéria prima. Primeiramente é feito o desmonte dos guarda-chuvas. Em seguida o plástico é bem lavado e, então, é feito um processo de dobradura no qual o plástico é dobrado várias vezes e comprimido de forma a criar um efeito de vidro fosco que lembra a chuva pingando.

Com este material as bolsas são então costuradas e o que temos como resultado são estes lindos produtos com um incrível valor agregado. Nem parece que foram feitos de material reciclado, não é mesmo?


Leia também


Mas qual o valor?

A menor das bolsas, no caso a pochete, custa 8,000 ienes (aproximadamente US$75.00). Já as sacolas maiores custam entre 10,000 e 13,000 ienes (entre US$93.00 e US$120.00).

O valor é alto, no entanto, os produtos durarão por muitos anos, e o design e a mensagem ambiental que elas carregam em seu conceito explicam o preço alto.

Quer saber mais a respeito?

Visite o site da marca Plasticity e saiba com mais detalhes sobre o processo de fabricação de seus produtos e como adquirir as bolsas.

 

Fontes: Sora News 24, Plasticty

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link