Por que alguns japoneses não gostam de bigodes e barba?

Se você já tiver reparado, dificilmente irá encontrar homens no Japão, principalmente os que trabalham em empresas, que possuam bigodes. Isso se deve ao fato de que alguns japoneses não gostam de bigodes e alimentam um certo preconceito em relação a eles.

Dessa maneira, é comum que um homem seja até mesmo demitido somente por manter seu bigode. Esse tipo de comportamento, entretanto, se deve há uma série de heranças históricas.

Veja aqui neste artigo, como foi construída essa ideia de que não se pode ter barba em geral em um homem no Japão.

A história da barba no Japão

No período Edo no Japão, conhecido como o período medieval, se você era um samurai, tinha de ter barba. Aqueles que não tinha, acabavam sendo motivos de piadas. Por conta disso, alguns até mesmo usavam barba falsa.

Emtretanto, quando o período Edo entrou em um momento mais calmo, apresentar toda essa força com a barba poderia ser sinônimo de querer se rebelar. Por conta disso, muitos senhores feudais começaram a tirar a barba e deixaram somente o cabelo comprido amarrado como um coque.

Mas, a prática dos samurai de rapar atrás da cabeça, permaneceu. Porém, foi neste momento que o governo proibiu as pessoas de terem barba. O argumento era que poderia tanto ser anti-higiênico, como também contra a moral. Assim, os samurais também cortaram a barba.

Só havia exceção para as pessoas que possuíam uma cicatriz no rosto e quisessem escondê-la com a barba.

Assim, na segunda metade do século XVII ter um rosto sem barba se tornou padrão entre os civis. Posteriormente, no século XVIII, a barba se popularizou pela Europa. O que fez com que muitos japoneses do alto escalão também a usassem. Assim a proibição acabou caindo.

Isso durou até a I Guerra Mundial, quando era comum ver os militares japoneses com bigodes enormes. Porém, depois, com a derrota e a ocupação americana, as lâminas se espalharam pelo país. E começou então uma nova era em que os homens passaram a não ter mais barba.

Portanto, fazer a barba tornou um ato respeitoso dos assalariados durante todo o período de reconstrução do pós-guerra.


Leia também:


Mas, por que alguns japoneses não gostam de bigodes hoje?

Apesar dos costumes japoneses estarem se modificando, ainda há muitos setores da sociedade que são avessos ao uso de barbar e bigodes. Dessa maneira, em muitos tipos de trabalhos, não se pode ter. Por exemplo, um funcionário que trabalhe em bancos, investimentos, seguros, ferrovias, companhias aéreas, ônibus, táxi, varejo, restaurantes e hotéis não poderá ter.

Isso é justificado porque ter barba seria algo anti-higiênico. Mas, mesmo se algum homem for demitido por conta de sua barba, ele pode recorrer na justiça. Isso já aconteceu em outros casos. Afinal, muitas vezes não poder ter um bigode acaba interferindo no direito individual de cada um.

Dessa maneira, se você estive no Japão e acabar sendo demitido por conta da barba, não deixe de acionar a justiça.

Mesmo com essas vitórias na justiça, muitos japoneses preferem não ter barbas. Possivelmente, porque há uma visão social de que a barba pode representar algo não higiênico. Dessa maneira, alguém pode até mesmo perder clientes por conta dela.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link