Japoneses pervertidos ainda atacam mulheres no transporte público mesmo com o aumento da segurança

Será que o Japão é seguro para as mulheres? Existem japoneses pervertidos que podem colocar tanto a saúde física como mental das mulheres e meninas em risco?

Afinal de contas, sempre ouvimos falar que o Japão é um dos países mais seguros do mundo. Mas será que é realmente assim? Por mais que o país invista em segurança e vigilância, ainda há um problema social que persiste, trata-se do chikan. O termo é utilizado para referir-se aos japoneses pervertidos que atacam mulheres no transporte público.

Assim, conheça um pouco mais sobre a insegurança que as mulheres vivem diariamente no país e quais são as medidas que elas podem fazer para se proteger.

O Japão é seguro para as mulheres?

Essa é uma pergunta que pode parecer não fazer sentido para muitas pessoas. Entretanto, é preciso saber que há muitos casos de assédio no Japão.

Normalmente, os alvos preferenciais são as próprias japonesas. Isso ocorre porque há a cultura de nunca reclamar ou incomodar outra pessoa. Assim, quando elas são assediadas, tendem a ficar quietas. Por outro lado, as mulheres estrangeiras já tendem a ter outra cultura na qual o assediador não sabe se elas gritarão.

Mas, como acontecem esses assédios no Japão? Normalmente eles acontecem nos horários de pico nos metrôs e trens. Como as pessoas precisam ficar mais próximas, muitos homens pervertidos se aproveitam para passar as mãos nas partes íntimas de mulheres. Eles até mesmo podem cheirar os cabelos de uma mulher.

Vale lembrar ainda que são mulheres de todas as idades que são assediadas. Até mesmo meninas que estão indo ou voltando da escola acabam sofrendo com essa violência.

É tão comum acontecer esse tipo de assédio, que há até mesmo aplicativos para que os casos sejam denunciados em tempo real para as autoridades.

Além disso, os transportes públicos são recheados de câmeras e segurança. Mas só isso não tem sido efetivo para acabar com esse tipo de situação.

Assim, para responder à pergunta, podemos dizer que é muito mais seguro para os homens, tendo em vista que todos os dias mulheres são assediadas no metrô.


Leia também:


Os vagões especiais para tentar evitar os abusos dos japoneses pervertidos

Infelizmente, as mulheres, potenciais vítimas, precisam andar atentas para que não acabem se tornando mais uma assediada. Uma das medidas que existem para evitar que isso aconteça são os vagões especiais para mulheres.

Essa ação não é exclusiva do Japão, mas também há suas versões em outros países, até mesmo no Brasil.

Alguns vagões de trem e metrô são exclusivo somente para as mulheres e possuem cartazes para avisar os homens. O aviso está escrito tanto em japonês, como em coreano, chinês e inglês para que um número maior de mulheres possam saber sobre o vagão especial.

É um esforço válido, porém, nem todos os dias esses vagões estão disponíveis. Assim, não há a segurança em determinados dias e horários para que as mulheres possam fazer tranquilamente suas viagens.

 

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link