3 lugares icônicos para conhecer em Yokohama

Enquanto Tóquio representa a cultura do Japão e se destaca como uma importante capital mundial, Yokohama representa o coração industrial do país, mas nem por isso menos atraente.

Conheça um pouco mais sobre esta encantadora cidade do Japão e 3 lugares icônicos para serem visitados nesta linda baía.

Yokohama

A população de Yokohama de 3,7 milhões de habitantes é grande o suficiente para torná-la uma das grandes cidades do mundo por conta própria.

Porém, na década de 1960, Yokohama planejou transformar sua paisagem urbana e industrial em uma cidade futurista, para rivalizar com Tóquio.

Linhas de trem foram construídas, armazéns destruídos e ilhas artificiais foram criadas. A moderna arquitetura e os parques acabaram completando a paisagem portuária da cidade.

Como resultado, Yokohama ocupou seu lugar no cenário mundial, logo atrás de Tóquio em termos de qualidade de vida, 49º e 43º no mundo, respectivamente (2015).

Yokohama possui dezenas de atrações e pontos turísticos que merecem ser visitados, mas inicialmente selecionamos apenas 3 lugares icônicos que traduzem a grande variedade cultural contida nesta linda paisagem. São estes:

1 – Minato Mirai

Minato Mirai quer dizer literalmente, “porto futuro”, é a principal paisagem icônica de Yokohama, o local ideal para entretenimento, compras e descobertas culturais na Baía de Tóquio. Muitas das melhores atrações de Yokohama estão nesta área.

Minato Mirai é o porto futurista de Yokohama, relaxante e com amplos espaços destinados às compras, restaurantes, cultura, história e entretenimento.

Minato Mirai é o lugar ideal para as famílias passarem as tardes de domingo e os jovens casais curtirem um feriado.

Yokohama foi o primeiro porto do Japão a abrir-se para o Ocidente, em 1858. Rapidamente a área foi industrializada e na década de 1950, a cidade de Yokohama estava repleta de fábricas, armazéns e movimentadas rodovias.

Minato Mirai colocou Yokohama no palco mundial.

2 – Chinatown de Yokohama

Yokohama tem uma Chinatown muito própria. Sua população de chineses não é muito grande, com cerca de 3000 a 4000 pessoas. No entanto, é a maior Chinatown na Ásia ou mesmo no mundo.

O que falta de moradores na Chinatown de Yokohama é compensado em lojas e restaurantes.

Existem cerca de 300 lojas e restaurantes chineses na área, além de vários templos e portões chineses.

Chinatown é bem conhecida no Japão por ser um local diferente, uma vez que os japoneses não possuem muitos bairros étnicos. Isso se deve a uma porcentagem relativamente baixa de residentes estrangeiros no país.

Existe cerca de 690.000 chineses residindo no Japão.

O bairro tem um clima de parque temático, onde os restaurantes focam nos pratos chineses que são mais populares no Japão, tais como o nikuman.

As lojas da Chinatown de Yokohama vendem lembranças relacionadas à China, como pandas de pelúcia e vestidos chineses, entre outros artigos.

Na entrada da Chinatown de Yokohama existem quatro portões chineses e um templo colorido conhecido como Kanteibyo, que foi construído em 1873.

Além de tudo isso, ocorrem no bairro uma grande variedade de festivais e eventos realizados ao longo do ano. Os principais são durante a semana do Ano Novo Chinês.

3 – Museu do Ramen

O Museu do Ramen é uma área fechada que reproduz fielmente uma rua na área de Shitamachi, na Tóquio dos anos de 1950s.

Shitamachi, significa, literalmente, cidade baixa, uma grande área de Tóquio, com fortes raízes na classe trabalhadora.

A cozinha do museu reproduz especialidades de ramen de diversas e diferentes regiões do Japão, além de oferecer um mini-ramen para os visitantes, possibilitando que provem  diferentes variedades do prato.

O Museu Ramen fica a 10 minutos a pé da estação Shin-Yokohama.

Cidade linda e lugares bem interessantes, concorda?

Comentários

Copy link