5 tipos de onigiri nada básicos para se deliciar no Japão

Não tem preparação mais tradicional, caseira e deliciosa do que o onigiri. O bolinho de arroz japonês possui diversas formas de apresentação, uma mais saborosa que a outra para comer em obentos, nas refeições principais ou como lanche.

As konbinis são famosas por oferecer onigiris dos mais variados tipos e preços, é uma opção para quem quer gastar pouco com a alimentação no Japão. Para quem pensava que o onigiri era simples, conheça oito formas de deixá-lo mais delicioso.

Yaki

O onigiri ganha sua versão yaki, o bolinho é grelhado com shoyu na churrasqueira até que forme uma casca crocante.

Gomoku

O arroz é grelhado com vegetais e frango. É comum no formato triangular e não é enrolado com nori.

Leia também:

Osekihan

O arroz desse onigiri é o do mochi, bem mais grudento é misturado com feijão azuki e gergelim. Ele é comum nas festas de ano novo e em datas especiais.

Okaka

O recheio do onigiri leva flocos do peixe bonito temperado com shoyu.

Umekaka

O recheio é de flocos de peixe bonito misturado com umeboshi.

Para o onigiri ficar bom, deve-se lavar o arroz e cozinhar com água na panela elétrica. Deve-se molhar as mãos em um pouco de água e um pouco de sal antes de enrolar o onigiri. Existem três formatos tradicionais: o triangular, redondo achatado e o cilindro (tawara).

Existem três formas tradicionais em cobrir o onigiri também, há gente que prefira cobrir o bolinho todo no formato redondo achatado. Quem prefere o formato triangular o mais comum é cobrir apenas a base. Para o formato tawara costuma-se enrolar a lateral completamente.

São muitos jeitos para fazer onigiri, ele pode ser recheado com frango ou salmão grelhado, com umeboshi (mais tradicional), konbu, com omelete japonesa, tempura, unagi, ovas (tarako), atum, camarão entre outros.

 

Comentários

Copy link