Maior banco japonês oferece 1.000 ienes para clientes não usarem cadernetas de papel

Para incentivar mais clientes a se tornarem digitais, o maior banco do Japão está oferecendo mil ienes aos seus clientes que entregarem cadernetas bancárias de papel.

A campanha do Mitsubishi UFJ Bank, iniciada na sexta-feira, pagará a quantia de ¥1.000 (por volta de R$38) para até cem mil clientes que devolverem suas cadernetas e começarem a fazer consultas e transações bancárias online.

O custo da promoção é de 100 milhões de ienes e será realizada até 15 de março. O pagamento será feito para os primeiros mil clientes que apresentarem suas cadernetas bancárias em agências UFJ espalhadas pelo arquipélago japonês.

通帳もネット時代 三菱UFJ「紙の通帳原則やめる」(19/05/30)

Entenda os motivos

Apesar do avanço digital nas transações bancárias ao redor do mundo, no Japão há muita resistência de adesão online pelo motivo que muitos de seus clientes serem idosos acostumados a usar as cadernetas físicas para monitorar suas contas.

Além de incentivar o uso do banco online, outro motivo por trás da mudança é reduzir os custos associados ao atendimento de cadernetas bancárias em papel.

O custo do uso das cadernetas de papel, segundo a empresa, é de ¥200 como forma de um imposto anual pago pelo cliente.

O MUFG Bank possui 34 milhões de clientes individuais, muitos dos quais usam as cardenetas de papel, o que significa que o imposto do selo chega a bilhões de ienes a cada ano.

Também existem outros custos, como a tinta usada para registrar transações nos caixas eletrônicos, explicou um porta-voz do MUFG Bank.

Leia também

ufj

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link