Confira curiosidades sobre Hachiko, o cachorro mais leal do mundo

Um cachorro da raça akita chamado Hachi e apelidado carinhosamente de Hachiko marcou seu nome na história do Japão e ficou atrelado a lealdade e conceitos de amizade. Após a morte de seu dono, esperou todos os dias no mesmo lugar em que sempre se encontravam até falecer.

Diferenças do filme original Hachiko Monogatari

Esse drama japonês de 1987 é muito mais triste do que o filme estrelado por Richard Gere na versão americana de 2008.

O filme foca nas relações da família e mostra pequenas cenas em que podemos ver o laço crescendo entre Hachiko e seu dono de uma forma muito mais realista.

Cena do filme

É mais simplista, por isso é mais tocante. Portanto, fica difícil segurar as lágrimas durante e depois do filme também. Prepare o lenço!

Na época de seu lançamento foi campeão de bilheteria, mas acabou pouco conhecido fora do Japão.

Viveu por 12 anos no Japão

Hachiko

Apesar do final triste, Hachiko foi um cachorro amado e viveu com seu dono até os 18 meses. Ele foi encontrado com um ano de idade em Odate na provícia de Akita em 10 de novembro de 1923. Seu dono era Hidesaburo Ueno, um professor na Universidade de Tokyo.

Todo dia de manhã, o cachorro o acompanhava até a estação e esperava ele retornar. Depois da morte de Ueno, Hachiko viveu muitos anos no Japão.

4 da tarde era o horário do encontro na estação

Professor Ueno e Hachiko

Toda manhã, o cachorro acompanhava Hidesaburo até a porta da estação. Na volta, às 16 horas eles se encontravam para voltar para casa juntos.

25 de maio de 1925

Foi nesse dia que o professor Hidesaburo morreu de AVC (derrame) fatal enquanto estava dentro da Universidade de Tokyo em um dia normal de trabalho.

Família tentou ficar com Hachiko

Após a morte do professor, sua família que morava em Asakusa acolheu o cachorro, mas ele sempre escapava para sua antiga casa em Shibuya com a esperança de encontrar seu antigo dono. Após várias tentativas e perceber que ele não voltaria, passou a ir para a estação.

Morreu de dirofilariose

Hachiko na estação

Já que se recusava a sair da estação, o cachorro permaneceu nas ruas. Por isso, ficava exposto a chuva, sol e doenças. Ao final de sua vida já estava magro e sem a aparência saudável de antes.

Acabou morrendo de dirofilariose, uma doença fatal que um verme ataca o coração. Foi encontrado morto com 12 anos no dia 8 de março de 1934 no mesmo local que sempre esperava seu dono.

Japão ficou um dia de luto

Velório

Após seu falecimento, a notícia repercutiu nos jornais japoneses já que ele era muito querido e sua história conhecida. Um dia de luto foi declarado e ele ganhou uma cerimônia e velório.

Estátua de bronze

Estátua de bronze

Essa estátua foi feita pelo escultor Takeshi Ando para eternizar sua memória no Japão. Foi financiada com doações de todo o país. Ela fica no exato local que Hachiko esperava seu dono todos os dias.

Corpo de Hachiko está no Museu Nacional da Ciência do Japão

Corpo empalhado do cachorro

Esse museu fica em Ueno em Tokyo e os visitantes podem ver o corpo empalhado do cachorro. Os restos mortais foram enterrados ao lado do túmulo do professor Ueno.

Sua imagem foi usada em propagandas nacionalistas

Sua história era conhecida no Japão todo e sua imagem ficou atrelada a lealdade. Alguns partidos nacionalistas acabaram usando suas fotos em propagandas antes da II Guerra estourar.

8 de abril é dia de homenagem no Japão

Cerimônia 8 de abril

Essa é a data oficial que as pessoas vão ate a estátua de bronze fazer uma cerimônia e prestar homenagem em sua memória.

Leia também

Estátua da Universidade de Tokyo

Estátua de Hachiko e o professor Ueno

Para homenagear o professor Ueno e Hachiko, a Universidade de Tokyo pediu ao escultor Tsutomu Ueda de Nagoya para fazer uma estátua do encontro dos dois. O professor lecionou por 20 anos na instituição de ensino.

Ainda exite outra estátua bem parecida com essa em Tsu, Mie, na cidade que o professor Ueno nasceu. Outra escultura se encontra em frente a estação Odate.

Curiosidades Hachiko
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link