Tamagozake é remédio ancestral japonês para combater resfriado

O tamagozake é um tipo de remédio usado há séculos no Japão. Não que bebê-lo vá evitar ficar doente, mas ele pode ajudar o corpo na recuperação de sintomas leves de resfriados e as propriedades dos ingredientes já foram alvos de estudos científicos.

Lembrando que nosso artigo tem caráter informativo e não substitui uma ida ao médico. Além disso, ele não serve para combater vírus como o Covid-19.

Tamagozake

Tamago-zake

É uma mistura de saquê, mel e ovo cru. É um remédio tradicional e antigo para resfriados e ajuda a fortalecer o sistema imune do corpo e aliviar sintomas.

Se você ficar com um pé atrás em usar e comer ovo cru, nossa indicação é usa o pasteurizado ou se certificar da procedência dos ovos.

Dizem que o saquê quente ajuda a relaxar o corpo e ajudar a ter uma noite tranquila de sono que é fundamental para recuperação do corpo. Já as lisozimas do ovo seriam responsáveis por outros benefícios.

Até as crianças tomam o tamagozake no Japão, já que o saquê pode ser fervido e perde o álcool no processo.

Lisozima

Lisozima é uma enzima presente na clara do ovo de galinha cru e alvo de estudos científicos. É conhecida no meio por ter papel importante no organismo contra as bactérias e usada em vacinas.

Elas quebram a parede bacteriana e ajudam a liberar seus componentes, quebram e catalizam ligações para eliminá-las. Tem atuação na digestão de animais ruminantes e atuam sobre bactérias gram-negativas e gram-positivas.

A lisozima está presente nos humanos também na pele, saliva, lágrimas, urina e secreções. É componente em tratamentos de acne induzida por bactérias e ácaros resistentes a antibióticos pela ação antimicrobiana.

Isolada vira remédio vendido em farmácia e usada até como conservante na indústria alimentícia, pois inibe a proliferação de bactérias.

Fleming foi o primeiro a relatar sua ação anti-bacteriana e anti-fúngica em um estudo de 1922 para tratar um paciente com coriza aguda no Hospital St. Mary.

Ela ainda é encontrada no nabo, gérmen de trigo, na seringueira e no figo. É uma enzima aprovada pela Organização Mundial da Saúde. Ajuda a combater infecções e síndromes de imunodeficiências.

Ovo cru?

ovo cru

Apesar de todos os benefícios, comer ovo cru é considerado perigoso também por conta do risco de contaminação por Salmonella que chega a infectar 1% dos ovos (porcentagem considerada baixa).

Por isso, recomenda-se comê-lo apenas cozido e bem passado. No entanto, quando o ovo é cozido as lisozimas perdem sua estrutura.

Portanto, ao escolher o ovo a Anvisa recomenda:

  • Evitar cascas quebradas, danificadas e sujas;
  • Olhar o prazo de validade, fabricante e condições da embalagem;
  • Lavar os ovos com água e sabão somente antes de utilizar, pois a casca porosa pode absorver a água e fazê-lo apodrecer a longo-prazo;
  • Armazenar em ambiente limpo, seco, fresco e arejado;
  • Não guardar na porta da geladeira;
  • Evitar contaminação cruzada e nao deixar próximo de carnes, peixes e produtos crus;
  • Lavar bem as mãos antes de mexer nos ovos;

O ovo pasteurizado é uma opção segura e usado na indústria. A pasteurização é um processo que aquece a clara e a gema sem cozinhar apenas para eliminar a Salmonella e deixá-lo seguro para consumo.

Receita de tamagozake

180 ml de saquê;

1 ovo cru;

Mel a gosto;

Bata o ovo com o mel. Aqueça o saquê em fogo baixo, se for servir para crianças pode deixar ferver. Nesse último caso, espere ele amornar.

Adicione lentamente o ovo batido no saquê morno e misture até ficar cremoso. Consuma imediatamente.

Fontes: Anvisa/ pesquisa da Fapesp sobre descozinhar o ovo/ RUAS, G. W. Avaliação da atividade antimicrobiana e citotóxica de lisozimas. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2010.

Leia também

Remédio Tamagozake

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link