A Batalha de Okinawa, a derrota japonesa em junho de 1945

Um dos momentos mais importantes da história do Japão na II Guerra Mundial foi a Batalha de Okinawa. Esta é considerada a maior batalha da história e ocorreu em junho de 1945.

Como se sabe, ela era somente mais uma das derrotas japonesas no front e que levariam às bombas de Hiroshima e Nagasaki e a consequente rendição japonesa.

Esta batalha ainda foi extremamente sanguinária, já que na ilha de Okinawa haviam civis que acabaram perdendo suas casas e parentes. Ao mesmo tempo, também tiveram suas casas invadidas pelos militares japonesas para serem transformadas em pontos estratégicos.

Aprenda um pouco mais sobre esse acontecimento e como a guerra afetou o pacífico povo daquele lindo arquipélago.

A Batalha de Okinawa

A data oficial desse conflito é de primeiro de abril a 22 de junho. Entretanto, ela foi uma verdadeira matança do lado japonês.

Os japoneses estavam em um número muito inferior ao dos aliados. Além disso, os ataques foram tanto por terra, mar e ar.

Por conta desse baixo número de soldados, até mesmo os meninos do ensino médio acabaram tendo de ir para a guerra. Praticamente sem treinamento, e com armas que muitas vezes tinham pouca munição, acabavam se tornando um alvo fácil.

A batalha que aconteceu por terra durou os 81 dias. Este araque aconteceu após inúmeros bombardeios realizados pelos aviões e navios.

Ao todo foram 1,2 mil navios de guerra, 183 mil homens e 750 mil toneladas de armamento para destruir um dos principais pontos de resistência dos japoneses para se renderem.


Leia também:


Os suicídios

Diante da derrota iminente e também das sequência de mortes, muitos soldados japoneses usavam bombas de mão para se matarem.

Muitos deles se uniam a outros soldados por só terem uma única granada. Outros chamavam os civis para os abraçarem e então todos se matavam.

Outros soldados japoneses também acreditavam que seriam torturados ou seriam presos. Além disso, também tentavam evitar a humilhação de ser preso.

Outros tanto civis, por sua vez, acreditavam que seriam torturados pelos americanos e as mulheres e crianças violentadas.

Sendo assim, também foi por conta da não rendição dos japoneses que essa batalha teve um tempo de longa duração. Mesmo os soldados japoneses sabendo que não tinham as armas adequadas nem estavam em número maior do que os aliados, preferiam continuar na guerra à morrerem.

O mar de sangue da Batalha de Okinawa

O que ocorreu na Batalha de Okinawa foi um verdadeiro mar de sangue, em que os soldados americanos caminhavam pelos corpos de soldados e civis japoneses.

Além disso, com a devastação da ilha, pouco sobrou aos civis tanto em relação à moradia, como também em relação à  comida.

Outra devastação que aconteceu em Okinawa foi da marinha japonesa, que em menos de duas horas também foi bombardeada e facilmente derrotada.

O famoso navio Yamato, um orgulho para a marinha japonesa, foi derrotado rapidamente e tornou-se questão de tempo para a ilha inteira ser devastada.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link