Jardim Sankeien: uma fuga da agitação em Yokohama

Sankeien é um grande jardim de estilo japonês no sul de Yokohama. Ele é conhecido por suas vistas pitorescas, bela flora, edifícios históricos e eventos culturais ligados à apreciação das estações. Na era do coronavírus, seus caminhos espaçosos e níveis geralmente escassos de visitantes fazem dele um bom destino. O jardim oferece uma fuga da agitação da cidade portuária. É um lugar de incrível beleza natural e importante herança cultural. Certamente trata-se de um local imperdível.

De santuário familiar a importante propriedade cultural pública

O jardim é um grande oásis na cidade. Ele cobre 175.000 metros quadrados adjacentes ao antigo litoral. A partir do jardim, dá para ter um vislumbre das antigas falésias. É certamente surpreendente saber que costumavam cair diretamente no mar, mas que agora são terrenos industriais desde a década de 1970.

O jardim era originalmente propriedade de Hara Sankei, um empresário da indústria da seda do início do século XX. Ele projetou o terreno para ser a residência de sua família. Além disso, era um centro para a prática das artes tradicionais japonesas. O jardim foi aberto ao público em 1906. Em 2007, foi oficialmente designado como “Local de Beleza Cênica” pelo governo japonês.

Sankeien agora é um refúgio para outras famílias também. Lá é possível alimentar os patos, correr pelos caminhos entre as árvores e se maravilhar com as plantas de cada estação ou animais do jardim que podem ser vistos a cada visita.

Locais imperdíveis do Sankeien Garden

O jardim oferece às famílias uma oportunidade tranquila de desfrutar da natureza com muitas comodidades nas proximidades. O jardim certamente é um destino romântico, com casais frequentemente vistos passeando de braços dados pelos bosques sombreados ou posando em frente a edifícios históricos. Ensaios de foto para casamento, por exemplo, são bem comuns. Visitantes solitários também podem buscar a iluminação nos lagos tranquilos, esculturas serenas e caminhos pacíficos.

Pagode do Templo Tōmyōji

A estrutura mais atraente – e mais antiga – do jardim é certamente o pagode de três andares situado em uma colina com vista para o jardim. Construído em 1457 em Kyoto, foi transferido para Sankeien em 1914. Os visitantes podem escolher entre um conjunto de escadas íngremes ou um declive mais tranquilo para chegar à base do pagode e examinar o jardim abaixo.

Antiga Residência Familiar Yanohara

A casa em estilo gassho do início do século XIX é uma surpresa divertida: normalmente, seria necessário viajar para a prefeitura de Gifu, a localização original da casa, para ver esse tipo de telhado de palha íngreme icônico, mas Sankeien lhe dá uma chance única de explorar um bem em Kanagawa! Os visitantes podem tirar os sapatos para visitar a antiga residência e maravilhar-se com as fogueiras que ainda funcionam, pisos de tatame e ferramentas tradicionais da vida diária de 200 anos atrás.

Santuário budista do antigo templo Tōkeiji

Um local para contemplação pacífica, esta estrutura para adoração budista data do início de 1600. Só seria visto em Kamakura, antiga capital japonesa, mas também foi transferido para Sankeien em 1907.

Edifício Sankei Memorial

A sala de chá no edifício Sankei Memorial é outro destaque, embora a tradicional demonstração da cerimônia do chá tenha sido suspensa durante a pandemia do coronavírus. O prédio também abriga uma pequena loja de presentes e galeria, além disso, é um local de descanso bem-vindo em dias particularmente quentes ou frios.

Beleza em todas as estações

O jardim Sankeien é um lugar onde se pode experimentar todas as estações. Por exemplo, do brilho amarelado do sol e o estalar das folhas no outono, o céu claro e a folhagem inesperadamente resistente do inverno, as pétalas das flores flutuando no ar na primavera, o cheiro de terra úmida na estação das chuvas, e o abraço quente e úmido do verão enquanto as cigarras zumbem. Lá, é possível descobrir todos os tons de verde.

O “calendário de florescimento” mostra o que está florescendo e quando. No entanto, mesmo fora dos principais atrativos de cada uma das estações, você sempre pode descobrir inesperados pontos de beleza.


Leia também


Inverno

O jardim está aberto durante as festas de fim de ano com apresentações especiais de música tradicional para saudar os visitantes.

Em fevereiro, as delicadas flores de ume (梅, ameixa) dão uma ideia do que a primavera trará em breve. Não perca a caneca fumegante de mugicha (麦茶, chá de cevada) servida gratuitamente perto do bosque de ameixas no Jardim Exterior. As ameixas chinesas também merecem uma olhada, pois suas flores verde-amareladas são lindas e mais incomuns.

Primavera

Certamente um paraíso de sakura (flores de cerejeira) espera por você na primavera. Os maiores grupos de árvores cercam o lago principal, oferecendo um cenário perfeito para ohanami (お花見, apreciação de flores), especialmente se acompanhados por sakura dango (桜団子, bolinho de arroz) do restaurante do jardim.

Durante o pico da temporada de sakura, o jardim está aberto no final da tarde para a experiência sobrenatural de yozakura (夜桜, visualização noturna da flor de cerejeira).

As tsutsuji (ツツジ, azaléias) rosas, lavandas e brancas que florescem no final de abril também merecem uma visita.

Verão

Em junho, o jardim oferece noites de vaga-lumes. Os insetos exibem suas luzes cintilantes sobre o riacho murmurante que serpenteia pelo Jardim Externo. Esta exibição mágica atrai grandes multidões, então a logística pode mudar na próxima oferta.

Além disso, os madrugadores podem se deliciar no final de julho, quando o jardim abre nos finais de semana e nas manhãs de feriado às 6h para a visualização dos lótus matinais. As flores rosa suaves captam a luz da manhã e se tornam translúcidas. Uma recompensa espera por quem chega cedo, pois, além do privilégio da visão, há cafés da manhã especiais à venda em dois restaurantes do parque.

Outono

O evento principal no outono acontece em meados de novembro até o final de dezembro, quando as árvores de bordo e ginkgo explodem em uma profusão de cores: vermelho escuro, laranja brilhante e amarelo brilhante. Além disso, o Jardim Interno em particular é de tirar o fôlego, com alguns edifícios históricos abertos especialmente para a visualização da folhagem de outono.

Dicas

Não se esqueça de alimentar o koi (鯉, carpa) e os patos no lago principal! Você pode comprar yakifu (焼き麩, proteína de trigo desidratada) em uma loja fora dos portões principais ou no restaurante próximo ao lago.

É possível usar carrinhos de bebê na maioria das áreas do jardim, mas algumas seções do Jardim Interno não são acessíveis. Porque os caminhos são feitos de cascalho, carrinhos mais pesados ​​se saem melhor.

Existem três restaurantes [página somente em japonês] no jardim que vendem soba, udon, oden, sorvete, dango e muito mais. Além disso, os moradores locais também gostam de frequentar a Kofuku, uma pequena loja que vende inari-zushi (arroz em saquinhos de tofu frito) localizada próxima ao ponto de ônibus mais próximo. Estacionamento também está disponível, mas ele pode encher rapidamente durante os horários de pico e eventos especiais.

Outras instalações incluem:

  • Armários de armazenamento na entrada principal
  • Banheiros com assentos para crianças e trocadores
  • Cadeiras de rodas de uso gratuito
  • Livro-guia e tours de áudio em inglês

Medidas contra o coronavírus

O Sankeien Garden é bastante grande, então além da bilheteria e algumas áreas populares nos horários de pico, dá para praticar o distanciamento social na maior parte do jardim. Por isso, você pode desfrutar do jardim sem entrar em qualquer lugar. Algumas das medidas de mitigação incluem, por exemplo:

  • Verificações de temperatura antes da entrada
  • Sabonetes desinfetantes em banheiros e estações para as mãos
  • Cancelamento de visitas guiadas e serviço de chá
  • Os visitantes devem usar máscaras

Como chegar:

Da estação Negishi (linha JR Keihin-Tohoku / Negishi):
Na plataforma de ônibus nº 1, pegue o ônibus 58, 99 ou 101 até o ponto de ônibus “Honmoku” (cerca de 10 minutos). Ande então cerca de 10 minutos até a entrada do jardim.

Da estação de Yokohama:

Na saída leste, da plataforma de ônibus nº 2, pegue o ônibus 8 ou 148 até o ponto de ônibus “Sankeien-Iriguchi” (cerca de 40 minutos). Caminhe então cerca de 5 minutos até à entrada do jardim. Os ônibus urbanos 58 e 105 também vão até o ponto “Honmoku”, que fica a 10 minutos a pé da entrada. Você pode embarcar nestes ônibus na estação Sakuragicho.

Nos fins de semana e feriados, o ônibus turístico Burari-Sankeien Bus sai da plataforma de ônibus nº 2 da Saída Leste da Estação de Yokohama até a entrada de Sankeien.
Mais detalhes estão no mapa do Sankeien Garden.

Ingresso: ¥700 para adultos (incluindo alunos do ensino médio), ¥ 200 para crianças (ensino fundamental). Consulte o site para mais informações sobre descontos.

Horário normal: 9h às 17h (última entrada às 16h30). Aberto todos os dias, exceto 29, 30 e 31 de dezembro. Horário estendido para alguns eventos especiais.

Endereço: 58-1 Honmokusannotani, Naka Ward, Yokohama, Kanagawa 231-0824, Japão

Fonte: SavvyTokyo

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link