Brasileiro é preso por cultivar maconha no Japão

Um jovem brasileiro acabou sendo preso após descobrirem que cultivava maconha no Japão. Entretanto, não fazia a plantação sozinho, mas junto com outros japoneses.

Porém, nem todos os japoneses acabaram sendo indiciados. Agora, o brasileiro terá de ir à justiça para conseguir sua liberdade ou acabar indo para prisão.

Saiba aqui mais sobre esse caso.

É crime cultivar maconha no Japão

Um brasileiro acabou sendo preso e está sendo indiciado pela Promotoria Pública de Toyama por cultivo de maconha. Ao todo ele possuía 16 pés e mudas da erva que era cultivada em seu próprio apartamento.

Juntamente com as plantas, também foram apreendidos equipamentos para o cultivo. Eles eram destinados para a iluminação e aquecimento para que as folhas crescessem de maneira adequada e mais rápido.

Outro rapaz japonês também foi preso junto com ele, mas acabou sendo inocentado por ter alegado que tinha conhecimento da plantação, mas não era de seu pertencimento.

Uma mulher japonesa e um homem também japonês foram presos no mesmo período por conta de plantarem maconha. Ela tem 18 anos e ele 26. Não foi declarado quais eram a ligações entre eles e o brasileiro.

Agora, eles serão enquadrados na Lei de Controle de Cannabis. Esta lei está em vigor no Japão desde 1948, quando foi implementada pelos Estados Unidos da América que ocuparam o país após a sua rendição com a derrota na II Guerra Mundial.


Leia também:


O que poderá acontecer com o brasileiro por plantar maconha no Japão?

O Japão é um país conhecido por ter tolerância zero com o consumo de substâncias ilíticas. E, caso seja comprovado que o brasileiro e os japoneses que foram presos também estavam comercializando a maconha, eles poderão ter acusações ainda mais graves.

Para muitos japoneses, o consumo de drogas é uma vergonha e os usuários devem ser praticamente banidos da sociedade. Assim, com certeza, os três, caso sejam considerados culpados, passarão por maus bocados por conta da reação da própria sociedade japonesa.

Já em relação à lei, eles podem pegar entre 5 a 10 anos de prisão. Pois somente a posse de drogas pode lhes render os 5 anos de prisão além de ter de pagar um alto valor em multas.

E, se for comprovado que eles faziam o plantio para vender, eles podem pegar até 10 anos de prisão. Assim, se for realmente condenado, o brasileiro terá de enfrentar o rígido sistema penitenciário japonês.

Por mais que muitos países tenham autorizado o plantio de maconha nos últimos anos, o Japão não pretende fazer tal ação tão cedo. O país possui uma política contrária a drogas muito forte e que conta com o apoio da população. Por mais que muitas vezes apareçam casos de plantio de maconha, isso não é facilmente localizado por qualquer um. Afinal de conta, como vimos, é um crime que pode render longos anos de prisão.

 

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link