Tóquio dará smartphones para idosos também terem acesso à informação

O Japão como um todo é conhecido por sua eficiência e alta tecnologia, assim, para nano deixar ninguém para trás, o governo de Tóquio dará smartphones para os idosos.

Essa é uma medida que pretende incentivar que os mais velhos também tenham acesso à informação e a como ela é transmitida hoje em dia.

Como o governo de Tóquio dará smartphones para os idosos?

Um dos bairros mais famosos de Tóquio é Shibuya. É um local em que você pode encontrar de tudo. É cheio de estrangeiros e muitas lojas que vende aparelhos eletrônicos, como em toda a capital japonesa.

Assim, neste bairro começará uma ação do governo de Tóquio de dar smartphones para os mais idosos. Isso ocorrerá não porque eles não podem comprar um smartphone, ou porque eles não têm dinheiro, mas sim porque eles insistem em usar aparelhos mais antigos.

Além disso, para o governo da capital japonesa, trata-se de uma questão de inclusão digital. Ou seja, com os mais idosos incluídos nessa tecnologia, eles podem ter uma qualidade de vida melhor. Ao mesmo tempo em que, tendo o domínio dessas novas tecnologias, eles não se sentirão excluídos.

Portanto, dar os smartphones é uma questão de promover a igualdade entre as gerações. É uma maneira de evitar que se propague o preconceito contra os mais velhos. Esse pode ser visto como um dos exemplos de como os japoneses respeitam os mais experimentados e reconhecem que eles possuem muita sabedoria.


Leia também:


Quem irá receber esses smartphones? Como eles ajudarão os mais idosos?

Ao todo serão distribuídos 3 mil smartphones em Shibuya.

Isso também não se trata somente de uma medida inclusiva. Mas, o governo da capital acredita que com celulares mais potentes os idosos poderão saber de possíveis acidentes que acontecem no país e ficarem mais bem atualizados das últimas notícias.

Isso se tornou uma preocupação do governo desde 2019. Naquele ano poderosos tufões atingiram a área de Tóquio.

Posteriormente, as autoridades conseguiram identificar que os idosos que não tinham smartphone tiveram maiores dificuldades para conseguirem informações atualizadas sobre os avisos de evacuação e abrigos. Afinal de contas, os avisos mais recentes eram postados nas redes, não eram noticiados imediatamente nas rádios ou televisão.

Outro motivo importante para os mais idosos terem um smartphone, é que com ele não precisarão ir presencialmente nas prefeituras para resolver problemas burocráticos. Com a pandemia do novo coronavírus, observou-se que os velhos tiveram maior dificuldade em resolver questões que poderiam ser feitas de maneira online.

Dessa maneira, se eles tiverem um bom smartphone e souberem como usar, conseguirão evitar de terem de sair com tanta frequência de casa.

Você deve estar se perguntando como eles aprenderão a usar os aparelhos. O governo também irá dar cursos para que eles saibam usar da melhor maneira possível os smartphones.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link