Empresa japonesa fecha sua fábrica e não venderá mais no Brasil: entenda os motivos

A empresa japonesa Sony acabou de anunciar não irá mais vender alguns de seus produtos no Brasil. Isso aconteceu alguns meses depois de já ter fechado a sua fábrica no país. Isso levará ainda mais pessoas a perderem seus empregos. Além disso, seus produtos podem acabar ficando ainda mais caros.

Essa é mais uma das empresa entre tantas outras que tem saído do país. Entre uma delas foi a americana Ford que levou milhares de pessoas ao desemprego. Outras empresas também ameaçam sair do país, visto que o poder aquisitivo do brasileiro também diminuiu e não há como comprar como antes.

Empresa japonesa fecha no Brasil: a Sony

A  Sony fez o pronunciamento no dia 1o de março de 2021 que irá encerras as vendas de seus produtos de televisão, áudio e câmeras em poucos dias.

Muitas pessoas não se surpreenderam com o anúncio já que, desde setembro de 2020 a marca fechou sua fábrica em Manaus.

Empresa japonesa fecha fábrica no Brasil

Mesmo tendo quase 50 anos de existência, a fábrica de Manaus foi fechada para a surpresa de muitos empregados.

Mesmo que a produção tenha caído por conta do ano de 2020 ter sido marcado pela pandemia, não se esperava que uma medida dessa foi tomada.

Entretanto, como afirmou a empresa, todos os direitos trabalhistas do Brasil foram respeitados e os funcionários indenizados.


Leia também:


Como fica o PS5?

Como se sabe, um dos produtos de maior sucesso da Sony é o Playstation 5. Atualmente ele é desejado por inúmeras pessoas por todo o mundo. Entretanto, a empresa não conseguiu produzir em alta demanda e está vendendo por encomenda.

A mesma coisa acontecerá para os brasileiros. Haverá ainda Playstation 5 que serão enviados para o país e qualquer um que tenha o valor poderá comprar.

Outros produtos da empresa como soluções profissionais, produtos na área da música e de entretenimento continuarão a ser vendidos.

Os motivos que levaram a Sony a fechar no Brasil

A empresa japonesa não disse os motivos que levaram ao seu fechamento. Mas afirmou que sempre trabalha para que sua parte financeira seja sustentável.

Assim, podemos concluir que manter a fábrica no Brasil e alguns de seus produtos já não era mais interessante.

Podemos entender também que isso pode estar relacionado com o aumento do dólar. Como a moeda americana é a usada no mercado internacional, quando ela fica muito cara, por mais que os produtos sejam montados no Brasil, eles são vendidos de acordo com o valor internacional. E muitas peças acabam vindo do exterior o que faz com que o produto final seja ainda mais caro quando convertido para real.

Assim, o valor acaba ficando muito mais caro do que se imagina. O poder aquisitivo do brasileiro acaba não podendo pagar por isso. Mesmo que existam pessoas que podem comprar os produtos, elas são uma minoria e a empresa não consegue vender em grande escala.

Dessa maneira, não valia a pena para a Sony continuar a vender esse tipo de produto no Brasil e, ainda mais, manter uma fábrica. Afinal de contas, se não há procura pelo produto, não há porque produzir em larga escala.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link