Pesquisa japonesa revela que escrever à mão aumenta a atividade cerebral mais do digitar

Uma pesquisa japonesa realizada pela Universidade de Tóquio em parceria com a NTT Data Institute of Management Consulting revelou que escrever a mão traz maiores benefícios do que você imagina.

Hoje em dia estamos muito acostumados a escrever tudo em smarphones e tablets. Porém, se as pessoas tivessem mais hábitos de escrever a mão, incentivariam outras partes do cérebro que são fundamentais para uma boa saúde.

A pesquisa apresenta um dado inesperado. Afinal de contas, muitas pessoas esperam que os novos aparelhos vão praticamente salvar a vida em todos os sentidos. Mas, não é bem assim, existem alguns hábitos que são melhores de ser mantidos e exercitados.

Conheça aqui mais alguns detalhes sobre essa pesquisa e o que ela tem a nos dizer sobre a escrita a mão.

A pesquisa japonesa sobre a escrita

A pesquisa foi publicada no dia 19 de março. E foi feita a partir de um experimento com 48 participantes. Eles possuíam entre as idades de 18 a 29 anos. Essas pessoas foram divididas em três grupos, sendo eles, um para fazer anotações manuscritas, outro para anotar em smartphones e o último grupo para anotar em tablets.

A pesquisa pautou-se em solicitar aos participantes para fazerem planos para os próximos dois meses e em seguida escreverem sobre eles. Para dar maior inspiração também foi apresentado um texto de amostra.

Depois, os participantes foram questionados sobre o que escreveram uma hora após o exercício, enquanto os pesquisadores mediam sua atividade cerebral por meio de ressonância magnética funcional.

Em seguida, os pesquisadores começaram a fazer os levantamentos e a divulgar os resultados preliminares.


Leia também:


Os resultados da pesquisa japonesa

Ao questionar os participantes, o estudo descobriu que, embora não houvesse muita diferença no número de respostas corretas que cada um dos três grupos deu, os cérebros do grupo manuscrito mostraram mais atividade em áreas do cérebro que processam memórias e linguagem. Isso os mostra como a atividade de escrever a mão pode trazer grandes benefícios, mesmo que ela não esteja sendo mais feita por muitas pessoas.

Entre um dos participantes do estudo, o professor associado Kuniyoshi Sakai, isso ocorre porque seu cérebro lembra melhor a sensação e a localização de onde você escreve as letras fisicamente em um pedaço de papel.

Dessa maneira, por mais que os aparelhos eletrônicos sejam mais práticos tanto por coparem menos espaço e também por conseguir armazenar mais informações, o professor afirma que a escrita à mão pode ser melhor para exercícios de raciocínio e também para criatividade.

Os internautas japoneses ficaram fascinados com o estudo e ofereceram suas próprias ideias sobre caligrafia versus digitação. Os japoneses ficaram muito intrigados com o resultado da pesquisa e por mais que o país seja um símbolo de tecnologia, muitas pessoas estão interessadas em voltarem a fazer anotações em blocos de notas que são de papel.

 

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link