Apelidos são proibidos em escolas no Japão para evitar bullying

As escolas no Japão sofrem com constante bullying. As crianças acabam ofendendo uma as outras e isso chega a levar até mesmo o suicídio de algumas vítimas.

Conheça aqui uma das medidas que estão sendo adotadas: a proibição do uso de apelidos. Agora, em muitas escolas, muitas pessoas devem se chamar somente pelo sobrenome.

Escolas no Japão e os apelidos

Você tem um apelido? Você gosta disso? Hoje em dia, algumas escolas primárias no Japão estão dizendo aos alunos para não chamarem por apelidos os seus colegas de classe. Algumas escolas chegam a fazer com que todos os alunos se chamem pelos sobrenomes com títulos honoríficos de gênero neutro.

Isso é para acabar com o bullying entre os alunos e, embora eu seja totalmente a favor das escolas que desejam criar um ambiente seguro, não posso deixar de me sentir mal pelas crianças. É um sentimento compartilhado por muitos japoneses adultos nostálgicos dos tempos de escola. Chamar alguém pelo apelido é uma expressão de afeto pela pessoa e, por suposto, as crianças devem ter o direito de fazê-lo.

Talvez seja mais assim no Japão, onde a diferença de idade impõe tantas restrições quanto a nos dirigirmos aos outros e à linguagem que usamos.

Há algo muito íntimo em chamar as pessoas pelo primeiro nome ou apelido no Japão, porque os japoneses usam vários títulos honoríficos ao se dirigir a outras pessoas. Ainda assim, é por causa desse sistema que se dirigir a alguém pelo apelido ou primeiro nome se torna um sinal de um relacionamento próximo.

Então, vamos ver como os japoneses lidam com os outros em diferentes estágios da vida, desde o ensino fundamental até quando estão fora da escola.


Leia também


Como são os apelidos nas escolas no Japão para os 6 a 12 anos de idade

Entretanto, perseguir os apelidos no Japão pode trazer outras consequências.

Os professores geralmente chamam os alunos pelo sobrenome e usam o título honorífico さ ん (san) para meninas e く ん (kun) para meninos. As crianças se chamam pelo primeiro nome, apelido ou sobrenome com ou sem os títulos honoríficos.

Isso pode fazer com que as relações entre elas fiquem mais frias e os apelidos carinhosos acabem sumindo.

Como são os apelidos nas escolas no Japão para os 13 a 15 anos de idade

Os professores chamam os alunos pelos sobrenomes com “san” para meninas e “kun” para meninos ou os chamam pelos sobrenomes sem os títulos honoríficos. (esse era o caso na minha escola) Os alunos se chamam pelo primeiro nome, apelido ou sobrenomes com ou sem os títulos honoríficos, e eles se tornam mais sensíveis ao modo como se chamam conforme a adolescência começa.

Chamar um ao outro pelo primeiro nome, sem nenhum título honorífico, sugere que eles estão em um relacionamento, mas parece totalmente natural se eles forem simplesmente amigos íntimos. Por causa disso, o ensino médio é onde podemos ver a “confusão” entre as crianças que não podem deixar de especular sobre o tipo de relacionamento que seus colegas têm, com base em como eles se tratam.

Os alunos do ensino médio começam a se dirigir aos mais velhos com o título senpai (先 せ ん 輩 ぱ い), que significa “à frente” nas escolas. Senpai quase sempre é alguém mais velho que você, mas você também pode chamar alguém de senpai se ele tiver mais anos de experiência do que você, seja no seu trabalho ou hobby.

Como são os apelidos nas escolas no Japão para acima de 16anos de idade

No ensino médio, os professores chamam os alunos pelos sobrenomes com “san” para as meninas e “kun” para os meninos ou os chamam pelos sobrenomes sem os títulos honoríficos.

É o mesmo que no ensino médio, mas a grande diferença é que o uso de “san” e “kun” (após os sobrenomes) aumenta drasticamente entre os alunos do ensino médio e da faculdade.

Fonte: Japan Today.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link