Para evitar a fadiga? Carteiro no Japão deixa de entregar cerca de 24.000 itens

Segundo informações do Kyodo News, um carteiro no Japão de 61 anos deixou de entregar 24.000 cartas de um posto de Yokohama. Ele mantinha as entregas em sua casa em Kanagawa, Tokyo.

moto usada pelo Japan Post

Daria muito trabalho

Seu nome não foi revelado, mas segundo informações dos jornais, ele afirmou que daria muito trabalho entregar tudo aquilo.

Além disso, tinha medo de que pensassem que ele fosse incapaz de fazer todas as entregas ou menos capaz que seus colegas mais jovens.

O Japan Post se desculpou publicamente e afirmou que ia entregar todas as cartas guardadas na casa do ex funcionário.

O homem era o chefe das entregas em um correio de Yokohama e a empresa achou irregularidades quando fez uma auditoria interna em 2019.

Leia também

Então, o carteiro no Japão foi demitido e se declarou culpado. As autoridades fizeram um boletim de ocorrência de 1.000 cartas desaparecidas entre fevereiro de 2017 a novembro de 2019.

Carteiro no Japão guardava cartas desde 2003

No entanto, há suspeitas que o homem guarde encomendas em sua casa desde 2003. Se condenado ele enfrentará pena de 3 anos na prisão sob fiança de 500.000 ienes. Violar ou manter correspondências alheia é crime no país.

As acusações foram registradas em 14 de janeiro. O idoso era aposentado, mas foi readmitido para trabalhar no Seya Post Office até descobrirem as cartas perdidas.

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link