Fake news sobre falta de papel higiênico no Japão cria pânico em meio ao surto do COVID-19

Em meio ao surto do vírus COVID-19, uma fake news sobre a falta de papel higiênico espalhadas nas redes sociais levaram os japoneses ao pânico e lojas e farmácias ao caos.

O caso foi parecido com a real falta de papel higiênico de 1973 quando houve falta desse item básico e realmente aconteceu no Japão. Então, muitas pessoas passaram apertos nessa época e se desesperaram criando uma rede de desinformação.

Papel higiênico no fim

Os rumores falavam da escassez de papel higiênico no Japão devido a queda das importações de produtos da China.

Estoque acabou em 1 hora

Rolo de papel no fim

Em uma farmácia da cidade de Kumamoto, província de Kyushu, as fake news levaram o estoque do comércio ao fim em aproximadamente uma hora.

Prateleiras de papel higiênico vazias

O fenômeno também foi registrado na região de Kansai, Yokahoma e Tokyo. Filas gigantes foram formadas para comprar papel higiênico e outros itens de higiene básicas.

Prateleiras vazias

Prateleira vazia

Não são da China

Apesar do suprimento de máscaras realmente ter acabado, os papéis higiênicos que abastecem o país são feitos por empresas japonesas.

Não precisa estocar

De acordo com oficiais do governo, industrias e as associações de produtores do segmento do Japão afirmam que não há necessidade em estocar papel higiênico, pois a produção é perfeitamente suficiente para o mercado interno.

Os rumores nas redes sociais

Na era da pós-verdade (eleita a palavra do ano de 2016 pela Oxford Dictionaries), fake news influenciam eleições e alteram a ordem social no mundo inteiro.

Desconfiados da capacidade do país em fornecer itens de higiênie básicas a população, muitos japoneses escreveram no Twitter: “Após a escassez de desinfetantes e máscaras, aparentemente o papel higiênico deve acabar” com uma foto de uma prateleira vazia.

Boatos

Boatos mais sofisticados diziam nas redes sociais que a matéria-prima para fabricar papel higiênico é a mesma para fabricar máscaras.

O raciocínio elaborado foi que com o aumento da produção de máscaras, a produção de papel higiênico cairia consideravelmente.

Materiais diferentes

No entanto, o Japão faz seu papel higiênico com celulose e outras matérias primas que são materiais completamente diferentes dos utilizados para produzir máscaras.

Leia também

Em momentos de crise, a busca desenfreada para estocar mantimentos gera o caos social e muitas pessoas acabam prejudicadas por causa do medo e do desespero.

Fontes: Japan Times, Kyodo News e Manichi.

Rumor faz papel higiênico acabar
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link