Corona Stress? Chefe japonês agride funcionário que veio trabalhar após receber instruções para ficar em casa

O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe declarou estado de emergência oficial em Tóquio, bem como as províncias de Kanagawa, Chiba, Saitama, Osaka, Hyogo e Fukuoka.

Mas mesmo em outras partes do país, no entanto, o anúncio deixou muitas pessoas nervosas e inseguras. Em Yamagata, a governadora Emiko Yoshimura pediu aos moradores que se abstenham de se locomover para fora da província.

No entanto, no dia de sua folga, um jovem funcionário de uma empresa de construção da mesma província, não se recusou a ficar em casa, mas atravessou a fronteira até Sendai, em Miyagi.

Ao saber disso, seu chefe avisou o aventureiro empregado para ficar em casa, longe do trabalho como precaução, evitando assim, uma eventual propagação potencial de infecção a seus colegas de trabalho.

No entanto, o funcionário ignorou o pedido de seu superior e apareceu na quarta-feira em um local de trabalho na cidade de Sakata.

O gerente, de 46 anos, soube da aparição do empregado, e resolveu dar “uma repreensão” no local. O resultado foi um soco na rosto e agressões na cabeça do desobediente funcionário.

CONSEQUÊNCIAS DO “CORONA STRESS”

Dada a importância do distanciamento social no clima atual da saúde e a recusa repetida do jovem em praticá-lo, a raiva ou “Corona Stress” do gerente  é compreensível e as autoridades de saúde provavelmente entendem seu sentimento.

As autoridades policiais, no entanto, contestaram suas ações e o prenderam, então provavelmente não é uma boa idéia imitar seu estilo disciplinar de alto impacto.


Leia também


Além do mais, dar um soco em alguém pode fazer você se contaminar, caso o “alvo” esteja infectado com o coronavírus. Manter a calma em tempos difíceis é a melhor opção sempre!

Fonte: SoraNews24

corona stress
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link