O que são estes “círculos nas plantações” de cedro japonês?

Dois “círculos nas plantações” peculiares foram vistos na província de Miyazaki, no Japão. Visíveis apenas de cima, eles formam círculos concêntricos de árvores sugi (cedro japonês).

No entanto, os teóricos da conspiração ficarão desapontados ao saber que há uma explicação muito prática de como essas formas surgiram: a ciência. Mais especificamente, foi o resultado de um experimento científico que durou quase 50 anos. Portanto, não se trata de nada que tenha a ver com os famosos agroglifos, que são os famosos círculos nas plantações, geralmente de cereais, relacionados com ufologia.

O experimento

De acordo com o Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas do Japão, em 1973, uma área de terra próxima à cidade de Nichinan, província de Miyazaki foi designada como “silvicultura experimental” (segundo o dicionário Houaiss, silvicultura é a ciência que se dedica ao estudo dos métodos naturais e artificiais de regenerar e melhorar os povoamentos florestais e que compreende o estudo botânico das espécies, além da identificação, caraterização e prescrição da utilização das madeiras).

A equipe de pesquisa japonesa queria entender melhor o espaçamento das árvores e o efeito do crescimento. A teoria de funcionamento afirmaria que as árvores plantadas mais afastadas desenvolveriam suas copas mais próximas ao solo.

A equipe de pesquisa plantou uma série de cedros a uma certa distância um do outro. As árvores foram plantadas com os círculos internos menores expandindo para raios maiores, criando 10 círculos concêntricos de diâmetros variados.


Leia também


Os resultados do experimento

Os resultados finais do experimento produziram uma forma côncava (da copas), o que implica que os círculos externos da cultura do cedro promoveram maior crescimento, enquanto as árvores mais próximas ao centro produziram uma árvores menores, conforme mostra a figura abaixo.

Segundo o Ministério da Agricultura do Japão, a diferença de altura entre as árvores mais pequenas do centro e as árvores mais altas do anel externo era superior a 5 metros . Novamente, isso implica que as árvores em áreas menos densas têm mais acesso a recursos, enquanto as árvores no centro precisam competir pela luz solar e pela água.

As árvores devem ser colhidas daqui alguns anos, mas agora as autoridades estão considerando a preservação dos círculos nas plantações.

Abaixo está uma imagem do Google Earth, que infelizmente está um pouco escura. Para quem estiver interessado, aqui estão as coordenadas exatas.

Fonte: SpoonTamago, InsterestingEngineering

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link