Saiba tudo sobre as origens da Nintendo em Kyoto

Antes da Nintendo e seu bigodudo mais famoso Mario se tornarem gigantes no mundos dos games, a empresa era apenas uma humilde fabricante de cartas colecionáveis em Kyoto.

A Nintendo se tornou um fenômeno global, mas nem sempre foi assim. Quando eles entraram no mercado de videogame ocidental no início dos anos 1980, foi uma jogada arriscada. Em 1990, 30% dos lares americanos possuíam um Nintendo Entertainment System. Esta é uma prova do apelo moderno da Nintendo, mas a história da empresa vai muito além dos videogames. Para fãs de jogos e de história, as ruelas de Kyoto oferecem um vislumbre das origens humildes da Nintendo.

O começo com cartas

Tudo começou com cartas de baralho. A Nintendo estabeleceu sua sede no leste de Kyoto em 1889, perto das margens do rio Kamo.

O fundador da Nintendo, Fusajiro Yamauchi, estava tentando capitalizar sobre a popularidade crescente dos jogos de cartas, há muito desprezados durante o Período Edo por sua conexão com jogos de azar.

No final dos anos 1800, quando o imperador Meiji procurava ocidentalizar o Japão, as tendências europeias tornaram-se populares e as velhas restrições ao jogo foram suspensas. Yamauchi reconheceu uma oportunidade aí.

Os cartões originais da Nintendo eram chamados de hanafuda, cartões de flores. Com atenção estrita aos detalhes, todos os cartões eram pintados à mão. Os decks hanafuda eram compostos por 12 grupos (ou naipes) de estampas de flores, cada um representando a natureza em um mês do calendário.

O jogo de hanafuda é um jogo de correspondência progressivo semelhante a Go Fish ou Crazy Eights, com certas cartas com um pássaro ou imagem especial que valem pontos extras. Olhando para as regras, não parece tão complexo (ou emocionante) para um olho moderno. Mas nos velhos tempos – antes de Mario – era considerado uma forma envolvente de passar o tempo.

Nintendo deve suas origens ao lago Biwa

 

Yamauchi era um cara interessante. Antes que o negócio de cartões esquentasse, seu sobrenome era Fukui e ele estava envolvido com o fornecimento de cimento para o projeto do Canal do Lago Biwa, iniciado em 1885. Este túnel sob as montanhas conectava o maior lago do Japão a Kyoto. O enorme projeto forneceu água potável e um impulso industrial de que a cidade precisava desesperadamente depois de perder seu status de capital para Tóquio em 1868.

O bom senso de Fukui para os negócios provou-se tão bom que seu chefe o adotou e o trouxe para o negócio de concreto da família. Ele se tornou Yamauchi e usou seu novo acesso à fortuna da família para tentar fazer cartas de baralho. Ele dirigiu as duas empresas em conjunto por anos, e o negócio de concreto de Kyoto ainda é administrado por um Yamauchi de quinta geração hoje.

Expandindo os negócios

Em 2017, a cidade de Kyoto compartilhou uma foto antiga que descobriu em seus arquivos: a sede original da Nintendo na Shomen Dori Street em 1889. Você pode ver a placa branca reluzente da Nintendo Playing Card Co. à direita, e uma placa de madeira velha desbotada rotulada “karuta” em letras japonesas à esquerda. Karuta era outro jogo de cartas japonês tradicional feito pela Nintendo na época.

Mas a Nintendo logo expandiu seu repertório para incluir outros jogos de cartas e as cartas pretas e vermelhas no estilo ocidental que todos nós reconhecemos. Há debates sobre a data exata em que a Nintendo começou a imprimir cartas de baralho ocidentais. No entanto, diz a lenda que eles começaram a fabricar essas cartas para entreter – e manter dóceis – os prisioneiros de guerra russos durante a Guerra Russo-Japonesa em 1904-05, mas os jogos de cartas da Nintendo foram recentemente descobertos em um museu dos EUA com a data de 1903. Nós podemos nunca saber exatamente quando essa transição para as cartas ocidentais ocorreu.

 

A popularidade das cartas no Japão explodiu à medida que o fervor pelos modismos e tendências ocidentais cresceu como uma bola de neve no Japão recém-internacionalizado da virada do século XX. Mas como a Nintendo garantiu que a popularidade de seus cartões continuaria a crescer? Aqui está a chave para o sucesso da Nintendo que as fontes ocidentais da história da Nintendo parecem convenientemente deixar de fora: o tabaco. Yamauchi fez parceria com Yoshihiro “Rei do Tabaco” Murai para acender sua marca de cartas. Cada maço de cigarros continha uma única carta do baralho hanafuda. Os fãs da Nintendo colecionavam embalagens de tabaco muito antes de colecionarem Pokémon.


Leia também


Uma grande mudança

Em 1933, a Nintendo precisava de um espaço maior para fabricar e distribuir suas cartas de baralho, então o antigo prédio de madeira em Shomen Dori foi substituído por uma estrutura moderna. O concreto foi fornecido pela empresa Yamauchi original, naturalmente. Você ainda pode ver esta antiga sede hoje, em um bairro tranquilo perto da Estação de Kyoto. Infelizmente, o primeiro andar do prédio costuma ser fechado com as janelas cobertas e as portas bem trancadas, mas às vezes uma cortina interna fica entreaberta, permitindo uma espiada lá dentro.

O lobby é de arquitetura inicial da Era Showa (1926-1989), com toques suaves do início do Art Déco, tudo em estado imaculado. Esta entrada sugere os tesouros arquitetônicos trancados lá dentro. É triste saber que um dos edifícios mais bem preservados desse período em Kyoto permanece fora da vista do público.

A virada

Foi no prédio de 1933 que a Nintendo se tornou a potência do entretenimento que conhecemos hoje. Na década de 1950, o neto de Yamauchi obteve os direitos para colocar personagens da Disney nas cartas de baralho da empresa. Isto foi essencialmente uma licença para imprimir dinheiro. Graças à magia da Disney, o jogo de cartas deixou de ser considerado um item de jogador e passou a ser um entretenimento familiar.

Foi esse grande sucesso que levou a Nintendo a tentar a sorte em novos mercados como, por exemplo, táxis, motéis, brinquedos e até mesmo baterias eletrônicas e arroz instantâneo. Eles tiveram seus sucessos e seus fracassos, mas foi somente no final dos anos 1970 que eles encontraram ouro com os dispositivos eletrônicos portáteis que se tornaram os videogames com os quais muitos de nós crescemos uma década depois. Na verdade, um dos primeiros jogos de sucesso pouco conhecido da Nintendo foi Game & Watch intitulado “Mario’s Cement Factory”. Parece que estavam homenageando sua própria história.

Onde a Nintendo começou

Na fachada do prédio há duas pequenas placas com o nome da empresa. Se você olhar com atenção, também verá a palavra “Napoleão”. O general francês foi o rosto da Nintendo por muitos anos e apareceu em sua linha de cartas “presidencial” (embora fosse tecnicamente um imperador). Você ainda pode encontrar os cartões de Napoleão à venda em lojas de brinquedos hoje.

A Nintendo mudou-se para o extremo sul da cidade e mantém dois enormes blocos de escritórios brancos (desesperadoramente monocromáticos), bem como uma variedade de (igualmente pouco inspiradores) edifícios satélite menores em toda a área.

O histórico prédio da Shomen Dori foi programado para reabrir em abril de 2021 como um hotel boutique de luxo, mas a pandemia interrompeu esses planos. A empresa que supervisiona o projeto diz que a inauguração foi adiada indefinidamente.

 

Se você gostaria de visitar a antiga sede da Nintendo, fica a apenas 10 minutos a pé a nordeste da Estação de Kyoto. O prédio fica no lado norte de Shomen Dori, entre o rio Kamo e o jardim Shosei-en. Você pode encontrá-lo facilmente no Google Maps pesquisando “山内任天堂/Yamauchi Nintendo”. Para os fãs obstinados da Nintendo, esta pode ser uma peregrinação divertida ao local onde tudo começou há mais de cem anos. Os visitantes deixaram alguns adesivos do Mario em um poste de sinalização em reconhecimento à história. Mas, por favor, não danifique o local com mais decoração ou grafite.

Fonte: TokyoWeekender

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link