Você sabe de onde vieram os sobrenomes japoneses? Descubra aqui!

Para muitas pessoas os sobrenomes japoneses podem ser muito curiosos. Para outras, a pronúncia é muito difícil que até mesmo preferem nem falar. Mas, você já parou para pensar de onde eles vieram? Com o foram criados?

Veja nesse artigo um pouco da história desses nomes e conheça mais sobre a cultura japonesa como um todo. Afinal de contas, os nomes não eram aleatórios, mas também serviam para identificar a origem das pessoas.

Os sobrenomes japoneses no Período Edo (1603-1868)

Antes mesmo deste momento, já é possível identificar na história do Japão o uso de sobrenomes. Entretanto, para não fazermos uma retomada muito longa, vamos começar por esse período.

Mas, mesmo neste momento, os sobrenomes eram muito limitados. E, normalmente, só eram usados em caso de se receber algum título pelo Imperador. Sendo assim, eles mal eram utilizados no cotidiano dos japoneses.

Assim, muitas pessoas começaram a dar a si mesmas sobrenomes. Já que não eram muito utilizados, eles poderiam ser qualquer um.

Porém, o shogunato não ficou contente com isso. Afinal, era uma maneira das pessoas comuns também terem um traço que só era deles. Dessa maneira, foi proibido que as pessoas tivessem sobrenomes, com exceção de algumas famílias que eram mais importantes.

Nesse momento da história, aqueles que eram da plebe, só tinham o primeiro nome e nada mais.

A Era Meiji e os sobrenomes japoneses

A Era Meiji é conhecida por ter aberto os portos japoneses para o mundo e também por ser um momento de modernização. Entretanto, apesar desses avanços, por muito tempo as pessoas mais pobres continuaram sem ter um sobrenome.

Com o final da guerra Boshin, que acabou de vez com o shogunato, o governo Meiji até tentou um novo sistema de nomes, entretanto, acabaram também sendo revogados.

Somente em 1870 que os sobrenomes, como os conhecemos, começaram a ser elaborados. Isso significa dizer que foi neste ano, em 19 de setembro, foi promulgada a Heiminmyoujikyokarei, uma lei que permitia que os plebeus terem sobrenomes. Mas, muitas pessoas tiveram medo da lei com receio de pagar mais impostos.

A adesão ao sobrenome só ocorreu realmente quando se tornou uma obrigatoriedade, em 1875.


Leia também:


Os sobrenomes japoneses até os dias de hoje

Antes do período Meiji, algumas pessoas tinham um sobre nome que vinha de seus ancestrais. Mas, outras adotavam os sobrenomes de alguma família que era da mesma região e que era mais poderosa.

Ou seja, isso fez com que localidades inteiras tivessem o mesmo sobrenome mesmo sem terem laços sanguíneos.

Depois da Era Meiji, algumas pessoas acabaram escolhendo um sobrenome de sua preferência para fazerem seus registros. Outras pessoas apenas inventavam um sobrenome.

Dessa maneira, não significa que um japonês, ao ter um sobrenome famoso, que ele realmente tenha uma ligação de sangue com a família que carrega o sobrenome. Assim, é por conta disso também que há uma grande variedade de nomes e também uma repetição.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link