Como orar em um santuário xintoísta

Os santuários são pontos turísticos populares no Japão. E eles dão as boas-vindas a todos, não importando sua fé. Portanto, desde que se sinta confortável para tal, você pode facilmente ir a um santuário xintoísta para orar e se purificar.

No entanto, há uma etiqueta especifica a ser seguida. Embora não seja obrigatório, seguir o rito a risca pode ser uma boa forma de demonstrar respeito e se purificar. Além disso, conhecer o rito também te ajudará a desfrutar ainda mais profundamente desses belos edifícios históricos e da cultura japonesa!

Ah, sim, vale lembrar que santuários são diferentes de templos. O primeiro refere-se ao xintoísmo, enquanto o segundo diz respeito ao budismo. Apesar dessa diferença, é normal encontrar os dois tipos de construção em um mesmo lugar, convivendo em perfeita harmonia. A diferença mais óbvia entre um e outro é o portal torii, encontrado apenas nos santuários. Para saber em mais detalhes sobre as outras diferenças, visite as páginas linkadas em “Leia também” logo mais abaixo. E sem mais delongas, vamos ao guia!

1) Faça uma reverência antes de passar sob o portão torii

Faça uma reverência antes de passar sob o portão torii

Os portões de entrada dos santuários são chamados de “torii”. Eles significam que a área além deles é onde os deuses residem. Você pode pensar nisso como a entrada. Primeiro, você deve se curvar ao torii antes de cruzá-lo para que os deuses saibam que você está entrando.

2) Purifique sua boca e mãos no temizuya antes de orar

 

Depois de cruzar o torii, purifique suas mãos e boca no temizuya antes de orar. O temizuya parece uma pequena fonte de água. Lavar as mãos é purificar o corpo, e quando você lava a boca, purifica o coração. Os ritos xintoístas são amplamente baseados na ideia de purificação. Esta, portanto, é uma parte importante do ritual.

Os passos são um pouco complicados, então por favor, faça o seu melhor para aprendê-los para que possa experimentá-los quando estiver em um santuário!

1. Use a concha em sua mão direita para pegar água e despeje sobre a esquerda.
2. Passe a concha para a mão esquerda e despeje água sobre a direita.
3. Despeje água em sua mão esquerda e enxágue a boca. (* Não coloque a boca na concha!)
4. Enxágue a mão esquerda novamente.
5. Levante a concha de forma que a concha fique no ar, de modo que a água restante flua sobre a alça da concha para purificar a própria concha.
6. Com cuidado, coloque a concha de volta à posição original.

Parece difícil? Seria bom memorizá-los, embora alguns santuários tenham instruções úteis com ilustrações perto do temizuya, então dê uma olhada ao redor se precisar de ajuda!

(A propósito, há muitos temizuya que têm a água fluindo da boca de um dragão ou que têm entalhes de dragão neles. Isto ocorre porque os dragões são chamados de deuses da água.)

3) Fique de frente para o santuário principal e gentilmente jogue sua oferta em dinheiro na caixa do ofertório

Oferecemos dinheiro aos deuses para mostrar nossa gratidão. Não importa o quanto você decida dar a eles. Há muitas pessoas que oferecem 5 ienes, porque a palavra para 5 ienes é “go-en”. Isso é o mesmo que uma palavra respeitosa para “laços entre as pessoas”, especialmente relacionamentos, então as pessoas oferecem 5-yen como um desejo mesquinho por relacionamentos saudáveis.

Certifique-se de não jogar o dinheiro violentamente na caixa! Jogar o dinheiro dentro de forma delicada e polida é considerado de bom tom.


Leia também


4) Toque o sino

Se você olhar para o santuário principal, verá um grande sino sobre sua cabeça. Pegue a corda ou pano pendurado no sino e toque bem alto. Isso é feito para chamar os deuses. Além disso, o som dos sinos tem o poder de afastar o mal, de modo que a pessoa que os toca também será purificada.

5) Faça reverência duas vezes, bata palmas duas vezes, reverencie uma vez

 

Finalmente é hora de orar! Faça o possível para lembrar essas etapas. Existem alguns santuários com instruções ilustradas, portanto, fique atento se precisar de ajuda.

1. Curve-se duas vezes profundamente.
2. Bata palmas duas vezes com as mãos na frente do peito.
3. Mantenha as mãos juntas e ore silenciosamente aos deuses, oferecendo-lhes sua gratidão e desejos.
4. Curve-se profundamente mais uma vez.

6) Quando você deixar o complexo do santuário pelo portão torii, vire-se para encarar o santuário principal e faça uma reverência

É assim que você agradece aos deuses por permitirem sua visita.

Além disso, santuários e templos são lugares extremamente espirituais. Tenha cuidado para não fazer muito barulho e curta o ambiente tranquilo.

Fonte: TokyoOtakuMode

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link