Guia básico de cerâmica e porcelana japonesas

Pequeno guia para iniciantes na cerâmica e porcelana japonesas.

A culinária japonesa não se resume em apenas comida. Em outras palavras, e seguindo os códigos da hospitalidade japonesa, a apresentação de uma refeição tem tanto peso quanto o frescor e a qualidade dos próprios ingredientes. Essencialmente, comida japonesa significa entregar-se a um jantar delicioso servido em lindos utensílios – pelo menos em eventos especiais (embora nada o impeça de tornar cada dia especial!)

O vocabulário essencial

Primeiramente, antes de entrar nos detalhes da cerâmica japonesa, é altamente recomendável aprender os termos-chave. Então, aqui estão algumas palavras que podem ajudá-lo a navegar quando você procurar por cerâmica e porcelana japonesas em suas viagens, online e até mesmo nas lojas especializadas fora do Japão.

土器 (どき)

土器 (leia doki) é um produto de barro. Refere-se a qualquer coisa feita de argila.

炻器 (せっき)

炻器 (leia sekki) significa grés e refere-se a tudo o que é feito de pedra ou rochas.

陶器 (とうき)

陶器 (leia touki) refere-se especialmente a itens de porcelana de pasta macia.

磁器 (じき)

磁器 (leia jiki) refere-se especialmente a itens de porcelana de pasta dura.

焼き物 (やきもの)

焼き物 (leia yakimono) é, literalmente, algo assado e pode se referir a todos os itens acima.

Agora que já cobrimos algumas das palavras básicas, aqui estão sete notáveis yakimono japoneses que certamente valem a pena dar uma olhada.

1. Kobushi (Hokkaido)

Vamos começar com o mais novo do grupo: produtos Kobushi. O primeiro forno foi inaugurado logo após o fim da Segunda Guerra Mundial em 1946, em Iwamizawa, província de Hokkaido. Kobushi não se trata de designs ou padrões complexos, mas sim de transformar os materiais disponíveis em algo bonito e prático.

Sendo tão jovem na cerâmica japonesa e localizado na região mais fria do Japão, existem muitos desafios e muitas maneiras pelas quais as técnicas podem ser aperfeiçoadas para estar em sincronia com o clima de Hokkaido. No entanto, eles estão se saindo muito bem!

Saiba mais sobre Kobushi aqui. Se você estiver em Hokkaido, considere fazer uma visita à fábrica!

2. Mashiko (Tochigi)

Diz-se que se originou em 1853 na atual província de Tochigi. Durante os primeiros desenvolvimentos, a cerâmica Mashiko se beneficiou muito do moderno sistema postal e de entregas de Kanto. Além disso, a cerâmica Mashiko tinha a reputação de ser um utensílio de cozinha confiável.

Embora mais tarde tenha sido derrubado por rivais mais contemporâneos, Mashiko voltou mais forte do que nunca após o terremoto de 1923. Hoje, está entre os maiores nomes da área, ainda conhecida por produzir itens de qualidade inspirados nas necessidades diárias das famílias japonesas contemporâneas.

3. Kutani (Ishikawa)

Nossa primeira porcelana! Diz-se que os utensílios Kutani se originaram em Kutani, um pequeno vilarejo nas montanhas da província de Ishikawa. Durante o inverno, uma forte nevasca cortaria o acesso da vila durante toda a temporada e supostamente inspirou então os designs exclusivos e intrincados dos utensílios. Frequentemente inspirado por paisagens naturais e cenas selvagens, os produtos Kutani são assumidamente vibrantes. Embora as formas e cores estejam muito na roda de cores japonesa, o estilo geral também lembra bastante o rococó europeu. Provavelmente há muito pouca conexão, mas se você ama a estética do século XVIII, esta porcelana provavelmente o agradará.

4. Mino (Gifu)

A louça Mino, produzida na província de Gifu, está entre os tipos mais populares de cerâmica japonesa. Diz-se que a cerâmica da região data do século VII e atingiu o pico de popularidade por volta do século XI, quando começou a se concentrar na produção de utensílios destinados à cerimônia do chá.

Mino é muito suave em comparação a outras variedades de cerâmica. Geralmente favorece uma paleta de cores mais brilhante, embora também haja grandes diferenças entre as subcategorias, algumas com designs ousados ​​e cores escuras.


Leia também


5. Arita, Imari e Karatsu (Saga)

Os produtos de cerâmica e porcelana Arita, Imari e Karatsu são certamente os mais conhecidos no reino da cerâmica japonesa. A tríade vem da província de Saga, em Kyushu. Embora os três sejam consideravelmente diferentes, juntos eles representam a vasta gama de estilos, cores e produtos que você pode encontrar no Japão. Passando por qualquer uma das três cidades, você certamente verá vestígios de cerâmica e porcelana na paisagem citadina, seja uma decoração de exterior ou uma linha de pequenas lojas de cerâmica.

6. Hasami (Nagasaki)

Com 400 anos de história e tradição, as louças Hasami na província de Nagasaki tem prosperado graças à sua produção de cerâmica e porcelana, que inclui uma variedade de louças de uso cotidiano.

Além disso, os utensílios Hasami são caracterizados pelo uso de porcelana branca translúcida e pela delicadeza e profundidade da decoração pintada de índigo (kosu). Esta técnica e espírito tradicionais foram continuamente transmitidos de geração em geração. Atualmente, a cidade continua a reinventar e aprimorar técnicas para se adequar aos tempos, mantendo seu visual único que os mantém no topo entre os grandes nomes da cerâmica de Kyushu.

7. Yachimun (Okinawa)

Mestre Yachimun trabalhando em Okinawa

A cerâmica Yachimun (palavra do dialeto Ryukyu para “cerâmica”) tem um caráter muito particular. Isto porque, enquanto outros fornos ao redor do Japão estão se esforçando para modernizar seus estilos, Yachimun permanece fiel à sua rusticidade. Além disso, geralmente apresenta plantas e animais que são importantes na cultura de Okinawa. Se for visitar Naha, lembre-se de adicionar o Tsuboya Yachimun Dori à sua lista de paradas. Certamente você não vai se arrepender. Lá, você poderá visitar as lojas de vários fornos locais que apresentam as últimas novidades em produtos Yachimun.

E então, gostou deste pequeno guia? Cerâmica e afins é um assunto muito complexo e o Japão certamente é um país muito rico neste quesito. Esperamos, no entanto, que consiga fazer compras muito mais proveitosas em sua próxima visita ao Japão!

Fonte: TokyoWeekender

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link