Criança pergunta se Papai Noel existe, e recebe uma linda resposta

Chegou aquela época do ano em que boas crianças ao redor do mundo estão ansiosas pelo Papai Noel trazendo presentes para elas na véspera do Natal. Claro, isso também significa que é a época do ano em que crianças curiosas começam a perguntar se Papai Noel é real ou não.

Papai Noel existe?

A dúvida das crianças cépticas só ficaram mais difíceis de dissipar na era moderna, quando até as próprias crianças muitas vezes sabem que os presentes que querem são brinquedos ou eletrônicos feitos por grandes empresas, não em uma oficina rústica no Polo Norte, e que não deveria ser possível para um cara alegre em uma roupa vermelha pegar e entregar todos em uma noite.

Mas há uma maneira deste bom velhinho ainda se encaixar na realidade moderna de dar presentes de Natal, conforme apontado em uma postagem de um tempo atrás no site japonês de perguntas e respostas Yahoo! Japan Chiebukuro.


Leia mais:


Uma linda resposta

A pergunta sobre se ele é real ou não foi feita por um estudante japonês do ensino fundamental, com os usuários do Chiebukuro fornecendo uma resposta extremamente atenciosa e comovente, que começa com:

“Papai Noel existe. Tecnicamente falando, ele não é o Papai Noel de primeira geração, mas sim, há um Papai Noel. No entanto, recentemente ele não está tão diretamente envolvido no processo atual. Ele costumava fazer e entregar todos os brinquedos sozinhos, mas o sistema é um pouco diferente agora”.

Por exemplo, já que não é certo se esgueirar pela casas de alguém e também porque muito poucas casas no Japão tem chaminés, explicação de que o Papai Noel realmente deixa presentes nas entradas das casas japonesas, onde os pais os pegam e os colocam silenciosamente ao lado dos travesseiros dos filhos (o lugar padrão onde as crianças japonesas descobrem seus presentes).

E mesmo que o Papai Noel não esteja fazendo aqueles interruptores Nintendo ou peluches Pokémon, ele faz acordos para que as empresas produzam lotes para bons meninos e meninas.

Como ele não pode fazer todas as entregas em uma noite, ele até coordena várias empresas de entrega para garantir que as crianças tenham seus presentes a tempo de brincar com eles na manhã de Natal.

“Então, em vez de uma pessoa chamada Papai Noel cuidar de tudo sozinho, muitas pessoas trabalham juntas, com cada uma assumindo uma pequena parte do papel do Papai Noel”, continua a explicação. “As pessoas que fazem brinquedos pensam ‘Espero que esse brinquedo faça uma criança feliz’, assim como as pessoas que os entregam em sua casa e quem o coloca ao lado do seu travesseiro. Todos eles estão esperando para dar a você um momento feliz“.

O espírito natalino

É uma maneira extremamente atenciosa e doce de responder à pergunta. Ao suavizar a narrativa estreita de “Papai Noel é uma figura mágica que faz tudo sozinho”, isso se encaixa no conhecimento crescente de uma criança sobre como o mundo real funciona, o que muitas vezes é o que faz com que elas comecem a duvidar da existência do velhinho em primeiro lugar.

A explicação combina elegantemente com a forma como o conceito de Papai Noel e doação no Natal se desenvolve no coração da maioria das pessoas à medida que crescem. No início, o foco é “O que vou ganhar?”.

À medida que envelhecemos, no entanto, aprendemos o que realmente o pensamento que conta, e que não é apenas Papai Noel que nos mostra bondade na época do Natal e merece nossa gratidão.

A explicação até se conclui dizendo à criança que um dia, quando ficar mais velha, será a vez de ela assumir parte do papel do Papai Noel, e com questão postada alguns anos atrás, talvez agora eles venham tornar-se parte da cadeia de bondade e carinho que fará com que as crianças recebam seus presentes este ano.

 

Fonte: soranews24.com

 

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link